3 Ecos da Falésia: SEMPRE, SEMPRE, EM BOAS MÃOS

quinta-feira, março 23, 2006

SEMPRE, SEMPRE, EM BOAS MÃOS


Quem não nasceu ontem sabe que em 1975, em pleno "Verão Quente" do PREC (Processo Revolucionário em Curso), foram "desviados"-eufemismo empregue para evitar a palavra ROUBADOS - vários lotes de metralhadoras G3, entre outras armas, do Depósito Militar de Beirolas.

Essas armas, que o incontornável e saudoso Capitão* Otelo Saraiva de Carvalho esclareceu, à época, "estarem em boas mãos", têm tido, ao que sabemos pelas notícias mais recentes, percursos interessantíssimos, depois de deixarem de estar na posse dos gandulos que delas tomaram conta:
Tema que daria pano para mangas, como argumento de livro de mistério.
Como somos um povo modesto que não conta com a imaginação dum Le Carré, poderemos aspirar, talvez e apenas, a um sèriezita na RTP, congeminada pela mente policiesca de Moita Flores, que tem aqui motivo de inspiração, mais do que suficiente, para preencher vários episódios. Poderia, até, incluír num deles, umas imagens eróticas evocativas do 25 de Abril e protagonizadas pelo próprio Major* Otelo, num antigo programa da Elsa Raposo, cujo nome, de momento, não me ocorre ( não sei se seria "Sex-Appeal").

Esta descoberta das armas deu para aquilatar da altíssima qualidade dos nossos vários departamentos de Polícia, SIS e outros, envolvidos na resolução, sempre rápida, de problemas bicudos. No caso em apreço, conseguiram não demorar mais do que 29 anos, o que é, a todos os títulos, notável.

Também seria interessante que alguém se lembrasse de averiguar qual o papel dessas armas nas, tão branqueadas e esquecidas, FP 25 de Abril, cujo mentor* foi, tão gentilmente, amnistiado, por um Presidente da República, de nobre coração.

TLIM

2 Comments:

At 12:00 da manhã, Blogger daniel tecelão said...

Será que algumas armas ainda estarão na mão do ELP MDLP???

 
At 7:51 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Mas o ELP e o MDLP andaram a roubar armas de Beirolas? Essa, não sabia.
Se assim foi, também seria bom que a verdade viesse a público.
O que é limpnho é que quando as investigações chegarem aos militares, abortam, logo a seguir. Já um Cessna veio abaixo e nada se apurou.

 

Enviar um comentário

<< Home