3 Ecos da Falésia: ENNIO MORRICONE

segunda-feira, fevereiro 26, 2007

ENNIO MORRICONE

Cinco vezes nomeado; autor de mais de 500 temas musicais para cinema e televisão:
Um Óscar honorário que não seria mais merecido.
.
"Era uma vez na América".
"Cinema Paraíso".
"A lenda de 1900". Para só citar três magníficos exemplos do talento do compositor.
.
E ninguém melhor, para lhe entregar o prémio, do que um homem, com um bom gosto incrível, no que à música diz respeito:
Clint Eastwood.
.
Quanto ao resto, uma noite quase desprovida de glamour, não fosse a presença impressionante de Helen Mirren.
.
TLIM

10 Comments:

At 11:42 da tarde, Blogger Luis Eme said...

Concordo com o que disseste.

Aliás acho a entrega do prémio a Scorsese mais uma daquelas hipocrisias à Holiwood...

Merecia o Óscar há vários anos ("Touro Enraivecido" foi um dos maiores escândalos), mas deixou brincarem com a sua dignidade.

Eu no lugar dele, se soubesse que me queriam dar o Óscarm primava pela ausência. Só que eu não sou o Martin nem vivo no meio de todo aquele glamour, cheio de estrelas de papel...

 
At 12:12 da manhã, Blogger Sininho said...

Luís:
O glamour já viu melhores dias...
E tenho muita pena daquilo em que se transformou uma grossa fatia do cinema Americano:
"Filmes de acção", que é o que faz encher as salas e vender DVDs.
Mas, já agora, ainda hei-de ir ver este "Entre inimigos", do Scorcese.
Enfim. Pode ser que, para o ano, melhore...

 
At 12:33 da manhã, Blogger Pedro said...

Ennio Morricone é um dos génios musicais contemporâneos, por isso foi-lhe feita justiça. Assim como foi feita a Scorsese, não por prémio de carreira, como se diz por aí, mas apenas e só pelo excelente filme que foi The Departed.
De resto enojou-me a campanha eleitoral gratuita ao oportunista (recém-ecologista) Al Gore, mais a ala artísitca em peso do partido democrata dos estúdios de Hollywood. Bem como a escolha da apresentadora... Mas isso são contas de outro rosário.

 
At 10:57 da manhã, Blogger Sininho said...

Pedro:
Nem calculas como me revejo nas tuas palavras!
Aliás eu evitei, mesmo, qualquer referência à apresentação da cerimónia, hesitante que fiquei sobre classificar a pessoa em causa:
Apresentadora, ou apresentador?
O mesmo se diga, em relação a quem ganhou o Óscar para a melhor canção.
Mas eles(as) é que sabem da sua vida e isto foi só um àparte.

 
At 12:13 da tarde, Blogger poetaeusou said...

Ennio e Helen, muito bem. sininho.
e Ellen DeGeneres - amo-a a seguir
ao Micolli - benfica
O resto só paisagem...
Quem será o representante da CNN,
em Portugal, que não Ecoa ... ???
bj)

 
At 12:36 da tarde, Blogger Sininho said...

Poeta:
Ai tu amas o Micolli?
E as tuas gaivotas não ficam ressentidas?
Quanto ao representante da CNN, fico à espera da resposta...
abraço

 
At 1:17 da tarde, Blogger Maria said...

Noite que me levou a ficar pregada ao écrã (teclando nos intervalos) até tarde na madrugada...
Mas valeu, pelo Morricone, pelo Scorsese...

Um beijo



(Gostei de ver o Jack Nicholson careca!)

 
At 1:31 da tarde, Blogger Sininho said...

Maria:
O Nicholson careca é que foi uma visão um tanto estranha...
Se calhar o cabelo estava a enfraquecer...
Beijinho

 
At 10:37 da tarde, Blogger Cris Caetano said...

Concordo e é de fato hipócrita a premiação à Scorcese, inclusive houve uma brincadeirinha feita pelo Oscar sobre o número de indicações a determinados artistas e a ausência do prémio.
Pareceu esquisito Al Gore(ainda muito gordo) representando(muito mal) ao lado de DiCaprio. A-MEI ver a careca de Jack Nicholson(que pedaço e que ator, sempre).
O filho do Will Smith devia descansar os cachinhos em casa(mal sabe ler).
A apresentação do vestuário dos filmes foi insossa.
E noves fora nada, Helen Mirren estava DI-VI-NA. Em bom português: A festa foi pobre!!!
P.S: e foi impressão minha ou alguns homens estavam vestidos para um funeral!? Que gala é essa: terno(fato) preto e gravata preta?! Eu, hein...será que estou ficando velha e resmungona...? ;)
beijinho

 
At 11:49 da tarde, Blogger Sininho said...

Não, Cris.
A festa foi mesmo o que chamamos, aqui, um pouco pindérica.
Falta de graça, falta de charme.
A prestação das duas crianças foi um tanto infeliz.
Também sou fã absoluta de Jack Nicholson.
Mas prefiro com cabelo...
Sobre Al Gore, só posso dizer que foi... ridículo.
Um beijinho

 

Enviar um comentário

<< Home