3 Ecos da Falésia: PERGUNTAS SEM RESPOSTA

domingo, fevereiro 25, 2007

PERGUNTAS SEM RESPOSTA

Foi engano na impressão do cartaz?
Quem fez as contas tinha tirado negativa a matemática?
O secretário da Junta zangou-se com o Presidente e resolveu pregar-lhe a partida?
Foi ao calhas, porque ninguém presta atenção a estes cartazes?
Os Fundos Europeus são sempre aproveitados assim?
Portugal é, mesmo, um país de grunhos?

.
.
TLIM

16 Comments:

At 6:02 da tarde, Anonymous Gota Seca said...

É predestinação para a asneira, mesmo.

 
At 7:15 da tarde, Blogger poetaeusou said...

sininho, não...
o "grunho" é que manda,.
neste País .
b)

 
At 9:03 da tarde, Blogger Sininho said...

Poeta, poeta:
Mas que desrespeito é este, pelas altas figuras da nação?
Este mundo está perdido!

 
At 9:46 da tarde, Blogger Sininho said...

Gota:
Nem sei se não terás razão...

 
At 1:49 da manhã, Blogger Maria said...

sininho, deixa-me advinhar: tens por aí espalhados muitos peter pans que te levam estas informações, ou é o capitão gancho que as sussurra ao teu ouvido? (LOL)
Eu acho qque os gajos se enganaram a imprimir o cartaz... pronto.

Um beijo

 
At 9:28 da manhã, Blogger 'mega' said...

'eu acho que desta vez, só desta, fugiu-lhes a boca (neste caso a mão) para a verdade!!!...'

 
At 11:12 da manhã, Blogger Sininho said...

Maria:
Não se te pode esconder nada, mas escusavas de dar com a língua nos dentes...
De facto, costuma ser o meu amigo Gancho que me dá estas dicas, discretamente, mas não gosto que se saiba.
Beijinho

 
At 11:27 da manhã, Blogger Sininho said...

Mega:
Com essa pontaria que tens, se eu estivesse no teu lugar, ia direitinha, preencher um boletim do Euromilhões...

 
At 1:20 da tarde, Blogger peter pan said...

Gostei muito do teu blog...

Continua a postar para nós...

jinho

 
At 2:33 da tarde, Blogger Sininho said...

Peter Pan:
Entrámos, agora, inesperadamente, na Terra do Nunca, graças aos bons ofícios da Maria!
Só que o pó das minhas asas, não é de ouro e sim de enxôfre...
Obrigada pela visita e felicidades na carreira literária.

 
At 5:43 da tarde, Blogger Luis Eme said...

è mesmo assim... as "sobras" são para devolver a Bruxelas...

Podemos pelo menos fazer figura de ricos e devolver as "sobras" à Europa.

Nada que Salazar não fizesse durante a II Guerra Mundial, com os comboios carregados de sobras e os portugueses cheios de fome...

 
At 7:41 da tarde, Blogger Sininho said...

Luís:
Ora aí está o que eu não sabia.
Mas, quanto a desperdícios, também estou a lembrar-me de peixe deitado ao mar (para não baixar preços) e de fruta enterrada por motivos semelhantes.
Mesmo havendo quem passe fome, em alturas de "luta", não se olha para o lado.
E não é em tempo de ditadura...

 
At 10:47 da tarde, Blogger Cris Caetano said...

Cruuuzes!!! Faço cruzinha na 4ª opção: quem escreveu não estava nem aí, quem imprimeiu o cartaz, idem... afinal de contas quem é o "trouxa" que se interessa pelas continhas? Ou será que ... ops...aquele valor a mais....ops...terá sido...ops...ops...Cruuuuzes!!! Hoje estou muito mááááááá!!!
beijinho

 
At 10:49 da tarde, Blogger Cris Caetano said...

cruzes de novo!!! imprimiu o cartaz...do verbo imprimir...cruzes!!!

 
At 11:43 da tarde, Blogger Sininho said...

Cris:
É bem possível que a resposta tenha sido dada pelo Luís Eme.
Se as coisas se passam, realmente, como ele diz, está aí a explicação para o que nos parecia um absurdo.
Eu já não me espanto com mais nada...
Beijinho

 
At 5:04 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Havia, há uns anos, numa localidade aqui perto, um cartaz à beira da estrada que dizia, impudendo: 'BOA VIRGEM'. Obviamente que antes estava lá escrito 'BOA VIAGEM', mas algum gandim de espírito mas sacripanta decidiu adulterar o 'A', de 'VIAGEM', transformando-o num insuspeito 'R'.
Prosseguindo:
'Foi engano na impressão do cartaz?
Quem fez as contas tinha tirado negativa a matemática?
O secretário da Junta zangou-se com o Presidente e resolveu pregar-lhe a partida?
Foi ao calhas, porque ninguém presta atenção a estes cartazes?
Os Fundos Europeus são sempre aproveitados assim?
Portugal é, mesmo, um país de grunhos?'
Não, não foi nada disto. Obviamente. Mas junta-se a fome (um cartaz manhosado) com a vontade de comer (uma bloguista que, por não ser política e ser muito culta dá pancadaria nos políticos e nos 'grunhos') e obtém-se um post absolutamente inútil mais os seus comentários anexos e mais este que eu estou escrevendo e que só mostra que não tenho nada mais decente com que me entreter.

 

Enviar um comentário

<< Home