3 Ecos da Falésia: SÁTIRA AOS HOMENS, QUANDO ESTÃO COM GRIPE

domingo, fevereiro 11, 2007

SÁTIRA AOS HOMENS, QUANDO ESTÃO COM GRIPE

Pachos na testa, terço na mão,
Uma botija, chá de limão,
Zaragatoas, vinho com mel,
Três aspirinas, creme na pele.
Grito de medo, chamo a mulher,
Ai, Lurdes, que vou morrer.
Mede-me a febre, olha-me a goela,
Cala os Miúdos, fecha a janela.
Não quero canja, nem a salada,
Ai Lurdes, Lurdes, não vales nada.
Se TU soubesses como me sinto,
Já vejo a morte, nunca te minto.
Já vejo o inferno, chamas, diabos,
Anjos estranhos, cornos e rabos.
Vejo demónios nas suas danças,
Tigres sem listras, bodes sem tranças,
Choros de coruja, risos de grilo,
Ai Lurdes, Lurdes, FICA comigo.
Não é o pingo duma torneira,
Põe-me a santinha à cabeceira,
Compõe-me a colcha,
Fala ao prior,
Pousa o Jesus no cobertor.
Chama o doutor, passa a chamada,
Ai Lurdes, Lurdes, nem dás por nada!
Faz-me tisanas e pão-de-ló,
Não te levantes que fico só,
Aqui sòzinho a apodrecer.
Ai Lurdes, Lurdes, que vou morrer...

--------------------------------------------------------------
De António Lobo Antunes.

Que sabe muito da mente dos homens ...

TLIM

9 Comments:

At 8:32 da tarde, Blogger Paula Raposo said...

Uma sátira magnífica! Escrita por um Homem imprescindível.

 
At 8:41 da tarde, Blogger poetaeusou said...

TENS RAZÃO SININHO.
Mas vou defender a minha Casta.
Escuta Fernando Pessoa !
Concordo pouco do legado que nos deixaste !
Mas tinhas razão,
Quando abençoavas a Aspirina.
E abominavas a maldita Constipação.
Que nos faz espirrar até á Metafísica.
Zanga – nos com a vida.
Rebenta – nos com a cabeça.
Suja – nos os lenços.
Deita – nos na cama.
E alterando o sistema do Universo,
Não nos deixa meditar sobre ele.
Tinhas e continuas a ter razão.
Não bastava, a constipação, o resfriado, a gripe.
Porquê a Pandemia ?
in) poetaeusou

 
At 12:48 da manhã, Blogger Luis Eme said...

Normalmente é assim...

Temos menos paciência para estarmos doentes e para tantas outras coisas...

 
At 11:25 da manhã, Blogger Sininho said...

Paula:
Não é?
Foi o que eu achei...
Beijinho

 
At 11:34 da manhã, Blogger Sininho said...

Poetaeusou:
Para poetas e não-poetas, a gripe é uma maldição infernal.
Quanto à pandemia...ainda não sabemos bem quando virá, ou se virá.
Para já, vamo-nos entretendo com a gripe sazonal da ordem.
E no próximo ano se verá...

 
At 11:45 da manhã, Blogger Sininho said...

Luís:
Eis um homem que sabe dar a mão à palmatória...
A natureza dotou a mulher de uma maior capacidade para suportar alguns tipos de incomodidade física.
De outra forma, como estaria apta a enfrentar a maternidade, que não é, pròpriamente, "uma pêra doce"?
Eu, que sou mãe de três, levei tudo com uma perna às costas...

 
At 11:47 da manhã, Blogger 'mega' said...

tá muito bom sim senhora... quando eu ficar doente já sei... chamo a lurdes!!...'

 
At 12:23 da tarde, Blogger Sininho said...

Este comentário foi removido pelo autor.

 
At 12:25 da tarde, Blogger Sininho said...

Mega:
E a Lurdes não deixará de te valer...

 

Enviar um comentário

<< Home