3 Ecos da Falésia: A CAMINHO DE VISEU

quarta-feira, outubro 04, 2006

A CAMINHO DE VISEU

O Governo, de tempos a tempos, põe-se a cantarolar uma tradicional cantiga de roda infantil, que, com todo o amor, dedica à Igreja Católica.

Refiro-me, claro está, a "A CAMINHO DE VISEU":
"ORA ZUS, TRUZ, TRUZ,
ORA ZÁS, TRÁS, TRÁS.
ORA CHEGA, CHEGA, CHEGA,
ORA ARREDA LÁ PARA TRÁS".

Em 2005, o Ministério da Educação, cedendo a pressões de uma coisa chamada "Associação República e Laicidade" e a outra, chamada Bloco de Esquerda, decidiu mandar retirar todos os crucifixos das escolas públicas, para não ferir susceptibilidades de pais e meninos de outras confissões religosas:
ORA ZUS, TRUZ, TRUZ,
ORA ZÁS, TRÁS, TRÁS,
ORA ARREDA LÁ PARA TRÁS.

Depois do Verão de 2005, quando os incêndios devastaram o País, o Governo sentiu-se impotente para fazer face, sòzinho, à reconstrução de algumas casas que tendo sido destruídas pelo fogo, deixaram algumas pessoas sem nada.
Fez, então, um apelo à Sociedade Civil e a organizações ligadas à Igreja - caso da CÁRITAS.
ORA ZUS, TRUZ, TRUZ,
ORA ZÁS, TRÁS, TRÁS,
ORA CHEGA, CHEGA, CHEGA.

Pressionado, novamente, pelos mesmos organismos citados acima, decidiu o Governo, reformular o Protocolo de Estado, retirando, das cerimónias oficiais, os representantes da Igreja Católica, que até então, tinham, ali, lugar:
ORA ZUS, TRUZ, TRUZ,
ORA ZÁS, TRÁS, TRÁS,
ORA ARREDA LÁ PARA TRÁS.

Ainda ontem tivemos oportunidade de ver a entrega de três, das oito casas que a CÁRITAS, com a colaboração de algumas Câmaras Municipais, conseguiu reconstruír, ou fazer de raiz:
ORA ZUS, TRUZ, TRUZ,
ORA ZÁS, TRÁS, TRÁS,
ORA CHEGA, CHEGA, CHEGA.

Já o Fisco foi inflexível, quando se levantou a hipótese de devolução do IVA pago com as obras. Não há lugar a reembolso porque a Igreja só está isenta desse imposto "se adquirir artigos que se destinem, exclusivamente, ao culto religioso e bens e serviços, com ele, relacionados".
O que quer dizer que, para se exercer a verdadeira Caridade e cumprir o papel que cabia ao Estado, não há isenções:
ORA ZUS, TRUZ, TRUZ,
ORA ZÁS,TRÁS, TRÁS,
ORA ARREDA LÁ PARA TRÁS.

O Senhor Scretário da Administração Interna acaba de assinar um Protocolo com a Presidente da Comissão Nacional Justiça e Paz, onde esta entidade (ligada à Igreja Católica) se compromete a fazer uma divulgação nacional do projecto do Governo, o qual prevê a entrega voluntária de armas ilegais. Como se fará essa divulgação? - Apelando aos Bispos das várias Dioceses, para passarem a mensagem:
ORA ZUS, TRUZ, TRUZ,
ORA ZÁS, TRÁS, TRÁS,
ORA CHEGA, CHEGA, CHEGA.

A próxima série de programas, obedecerá ao estilo "Canção de Lisboa":
"AI CHEGA, CHEGA, CHEGA, CHEGA, Ó MINHA AGULHA,
AFASTA, AFASTA, AFASTA, AFASTA, Ó MEU DIDAL".

Com o Eng. Sócrates vestido de Beatriz Costa.

TLIM

2 Comments:

At 1:12 da manhã, Blogger a.leitão said...

Excelente

 
At 4:18 da tarde, Blogger Sininho said...

Caro A. Leitão:
Seja bem reaparecido.
Obrigada pelo breve comentário.

 

Enviar um comentário

<< Home