3 Ecos da Falésia: CHEGOU UM CARNICEIRO

quarta-feira, abril 11, 2007

CHEGOU UM CARNICEIRO

Olha-se para o facies deste senhor e, " quem vê caras vê corações", ao contrário do que diz o nosso provérbio.
Monsieur Jean-Pierre Bemba, dono de uma imensa fortuna, fundou o MLC (Movimento de Libertação do Congo) e reuniu um grupo de rebeldes para tentar tomar pela força o que tinha perdido nas urnas.
O país é a República Democrática do Congo e o seu presidente, Joseph Kabila, também não é, exactamente, um modelo de virtudes.
A palavra "Libertação" ganha, neste caso, um significado totalmente obscuro, tal como a designação de "República Democrática".
.
O senhor Bemba e os seus "rebeldes" estão acusados pela ONU das piores carnificinas .
Canibalismo, práticas de canibalismo forçado, violações sistemáticas, torturas inomináveis, raptos, rituais sangrentos, magia negra, sacrifícios de crianças e bebés e por aí adiante.
Relatos dos horrores no site www.nkolo-mboca.com/crimes_jp_bemba_2.html
.
Refugiado na Embaixada da África do Sul, criou uma situação de impasse até a diplomacia Portuguesa lhe estender a mão.
Casado com uma luso-brasileira, filha de um emigrante português e proprietário de uma casa na Quinta do Lago, não tarda em arranjar uma oportuna "doença" que o forçará a recolher-se no nosso país, em busca de tratamento.
Manda realizar obras na citada casa, findas as quais se mete a caminho, acompanhado da mulher, cinco filhos, mais uns guarda-costas e a tripulação do seu Boeing 727 particular.
.
A Embaixada de Portugal concedeu-lhe um visto por 60 dias, declarou o seu assessor, Mawise Musangana.
.
O carniceiro chegou hoje, pela manhã.
.
Para além de todas as trapalhadas em que se envolveu, com a Universidade Independente, parece-me que o nosso Primeiro Ministro tem mais isto para explicar aos Portugueses.
.
TLIM

10 Comments:

At 7:22 da tarde, Blogger Maria said...

Ainda vão ser vistos a almoçar um dia destes...
... explicar o quê, Sininho?
Já estou sentada à espera da entrevista de logo à noite, para explicar o tal diploma da tal universidade...
Ai, apetece-me emigrar.
Beijos

 
At 7:57 da tarde, Blogger Sininho said...

Maria:
Sabes que tal almoço já não me admiraria?
A entrevista de logo à noite tem vindo a ser anunciada em rodapé da RTP como: "Em tempos de balanço"...como se se tratasse de mero balanço de dois anos de governação...
Ainda sobre este assunto, vai ao site do "SOL" se queres ver duas fichas (original e cópia) da A.R. e aí, "veja as diferenças"...
Garotices pouco abonatórias.

Beijinho

 
At 9:16 da tarde, Blogger poetaeusou said...

*
sininho
/
que culpa
têm os politicos
que os pacóvios
acreditem neles...
/
tolerância, sininho
/
hihihihihi
/
vamos com a maria,
para alkammar ...
/
antes que
venham mais carniceiros
/
abç
*

 
At 12:57 da manhã, Blogger Sininho said...

Poetaeusou:
Neste momento, ainda me encontro emocionada pela forma como foi desmontada a "telenovela de tretas, surrealista e ridícula que constituíu esta 3ª campanha montada contra o Primeiro Ministro", segundo Jorge Coelho.
Nem te consigo responder.

Vou dormir, a ver se me passa.

Abrç.

 
At 1:58 da manhã, Blogger a.leitão said...

Já é tradição. Recordo, vão uns bons 43 anos quando Tschombé estacionava com os seus soldados e mercenários (eu vi)lá por Vila Luso em Angola preparando o assalto ao Congo. Na altura era Primeiro Ministro ou como se usava na altura Presidente do Concelho de Ministros o Prof. Doutor Oliveira Salazar que se saiba com todas as Licenciaturas e Doutoramentos em dia.

 
At 10:47 da manhã, Blogger Luis Eme said...

Palavras para quê, é mais um assassino que se vai regenerar com o sol algarvio...

O curioso é todos estes grandes ditadores africanos terem casas em Portugal... parece que isto afinal é um paraíso. Nós é que ainda não o descobrimos, Sininho...

 
At 11:43 da manhã, Blogger Sininho said...

Certo, A.Leitão.
Embora passar de uns hipócratas para outros não seja grande consolo.
Quem enche a boca com democracias e liberdades conquistadas, tem afinal a mesmíssima complacência para com grandes assassinos. Não que eu ficasse espantada, evidentemente, tendo os anos que já tenho. É mais um "fait divers" a somar.
O senhor engenheiro técnico, portanto, aceita-o, os jornais e as TVs assobiam para o lado, o povo nem se apercebe de coisa nenhuma, preocupado que anda, com a subsistência.
Em frente e cara alegre!

 
At 12:00 da tarde, Blogger Sininho said...

Luís:
Se eu tivesse vindo do meio do mato e me apanhasse a morar na Quinta do Lago, com um corpo de guarda-costas à volta da casa, também achava que era o paraíso...
Os ditadores africanos de parvos não têm nada.
Sabem escolher os locais de reforma...

 
At 1:02 da manhã, Blogger Pedro said...

Deixa lá, Sininho, é menos um a chacinar em África e pode ser que tenha aqui alguma serventia os seus "dotes" de matador na Quinta do Lago...
Duvido que o nosso primeiro venha a explicar isto, creio que a UnI não era lá muito forte em estudos africanos. Eram outras secretarias de Estado que lá mandavam, mas não a dos Negócios Estrangeiros.

 
At 12:07 da tarde, Blogger Sininho said...

A UnI não seria muito forte em estudos aficanos, mas é ver quantos africanos saíram de lá com o canudo debaixo do braço...
Não africanos, idem...
Enfim: uma rebaldaria.

 

Enviar um comentário

<< Home