3 Ecos da Falésia: NAS CORNAS

sexta-feira, abril 27, 2007

NAS CORNAS



Um jovem de bom aspecto, com os olhos rasos de água e uma pequena indignada com a brutalidade policial.
Duas imagens a ilustrar o fim de festa das comemorações libertárias dum grupo de pretensos anarquistas, virados para uns festejos mais à bruta.
.
Eram cerca de 50 meninos, vindos da Avenida da Liberdade e cheios de boas intenções para ir saudar quem estivesse na sede do PNR, na Rua da Prata.
Pelo caminho, entusiasmaram-se e foram atirando uns sacos de tinta encarnada pelo que estivesse mais á mão.
Verduras da juventude.
E é nestas alturas que sempre aparece um desmancha prazeres a chamar a polícia e a estragar a festa.
As coisas tornam-se desagradáveis, com a rapaziada a dar e a levar uns encontrões dos agentes do Corpo de Intervenção da PSP. 11 deles são detidos, enquanto 5 agentes e 2 manifestantes vão receber tratamento hospitalar.
Vantagem de 3 pontos para os mais novos, embora lhes tenham confiscado os brinquedos que levavam ( três cocktails molotov, 26 barras de ferro de andaime, 21 paus de bandeira, 1 barra de aço inox e umas soqueiras).
O que já constitui um certo prejuízo.
.
Restituídos à liberdade, queixaram-se amargamente da brutalidade dos agentes da ordem.
A menina da foto (com pronúncia de país de Leste) argumentava vivamente com uma transeunte, acerca da carga poicial:
-"Senhora não sabe que está falar! Eu estava lá o tempo todo. E eu levei nas cornas. Mesmo nas cornas!"
.
Não se faz.
Eu, se fosse à menina, no próximo dia 1 de Maio também não me iria aproximar de outra auspiciosa manifestação convocada pelos briosos rapazes do PNR.
Não é por nada. Mas se eles se dão conta da sua pronúncia, pode acontecer que acabe a levar ainda mais "nas cornas".
Digo eu.
.
.
.

8 Comments:

At 10:57 da tarde, Blogger Maria said...

E dizes muito bem, Sininho...
Esses do tal pnr parece que não gostam de estrangeiros por aqui... dizem eles...
Não me vou alongar muito, embora me apetecesse...
Estamos já em fim de semana, tempo de descanso, para quem pode...

Beijinhos

 
At 11:24 da tarde, Blogger Pedro said...

"(três cocktails molotov, 26 barras de ferro de andaime, 21 paus de bandeira, 1 barra de aço inox e umas soqueiras). "

Ora Sininho quem carrega consigo tal fardo deveria ser para ir fazer uma doação de brinquedos ao S.Vicente de Paulo. A Polícia exagera tanto!

 
At 11:47 da tarde, Blogger Sininho said...

Maria:
Tudo rapaziada da melhor!
Tem um bom fim de semana.

Beijinho

 
At 11:52 da tarde, Blogger Sininho said...

Pedro:
E ainda me esqueci de referir os "very-lights"...
Ainda bem que também os compreendes, coitados.
Essa da doação para S. Vicente de Paulo não me tinha ocorrido, mas faz todo o sentido (versejei)!

 
At 12:41 da manhã, Blogger Luis Eme said...

És terrível Sininho...

Se calhar a rapariga pensava que estavam a dar alguma coisa e aproximou-se... talvez não esperasse é que lhe fossem aos "cornas"...

 
At 1:56 da manhã, Blogger Sininho said...

Luís:
Deve ter sido isso, deve.
Como parece na foto do post que se segue...

 
At 4:10 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Visto o filme de longe, pela TV, é natural que pensem assim. Natural, fácil e cómodo.
Mas há outra realidade, meus senhores, que refere uma polícia com agentes infiltrados, uma polícia que encurralou (premeditadamente) elementos que contestavam os PNR e que foram MASSACRADOS por polícias matulões armados até aos dentes contra rapazitos indefesos.
Nem todos os jovens eram nazis, nem todos estavam armados.
Mas os polícias, sim.
Por favor, informem-se e não acreditem nas imagens escolhidas a dedo por uma TV sensacionalista e amiga do poder.

 
At 5:36 da tarde, Blogger Sininho said...

Anónimo das 4:10PM:
Fico deveras constrangida com essas revelações sobre polícias matulões infiltrados e agentes indefesos a MASSACRAREM nazis encurralados...Oops, parece que não era bem isto, pois não?
Pá desculpa lá, foi a ganza depois do almoço que me deixa sempre um pouco lenta.
Peace and Love, my man.
Tasse bem.

 

Enviar um comentário

<< Home