3 Ecos da Falésia: UMA GUERRA DE TRAMPA

terça-feira, abril 24, 2007

UMA GUERRA DE TRAMPA



Chega uma mãe, pela manhã, ao infantário onde deixa diariamente o seu bebé e ao aproximar-se, já tem de ir de mão no nariz.
Dirige-se à porta e não acredita.
Há excrementos humanos espalhados nas paredes, no chão, nos vidros.
.
Ocasião perdida pelo repórter que lá não estava, para perguntar à nauseada mãe:
-"O QUE SENTE?"
Quem diz nauseada mãe, poderia dizer nauseada educadora de infância, nauseada auxiliar de educação, nauseada criança.
.
Há uns meses atrás, a surpresa tinha sido de outro género, completamente diferente.
Uma bomba de fabrico artesanal, com telefonema prévio, para ninguém se magoar.
Veio a brigada de minas e armadilhas da PSP e fê-la detonar.
.
Motivos:
Os moradores do bairro dos Lóios andam em litígio com o engenheiro Vasco Canto Moniz, administrador da Fundação D. Pedro IV, sob cuja tutela estão alguns bairros sociais, nomeadamente este da zona de Chelas.
A revolta dos moradores prende-se com os exageradíssimos aumentos de rendas decretados arbitràriamente pelo senhor engenheiro.
Além disso, foi num dos prédios desse bairro que se verificou um grave acidente:
Um rapaz caíu no poço dum elevador, da altura dum 4ºandar e continua em estado crítico, no Hospital de S.José.
Não consta que os escritórios da Otis, empresa responsável pela segurança do ascensor, tivessem sofrido vandalização.
.
A guerra é com o engenheiro. Que se comporta como um pequeno Hítler e é odiado por todos, dentro e fora da Fundação.
Queixam-se os moradores dos bairros sociais, queixam-se os pais cujos filhos fequentam o infantário, queixa-se todo o pessoal que ali trabalha, as denúncias apresentadas contra a personagem, são umas atrás das outras.
Só que o senhor engenheiro tem o Dr. Ricardo Sá Fernandes a aconselhá-lo, além de óptimas relações políticas que funcionam como escudo invisível e impedem que ele seja destituído.
.
Quanto ao grupo de moradores mais activos dos Lóios, já que têm cérebros formados por matéria fecal, teriam estado bem melhor se fizessem uma espera ao senhor engenheiro, ali ao virar da esquina e lhe despejassem em cima o que espalharam nas paredes do infantário.
Teriam poupado quem está inocente de malfeitorias e agiriam com maior frontalidade.
.
Poderia até ter sido considerado serviço público.
Assim é que não.
.
.

12 Comments:

At 7:55 da tarde, Blogger Maria said...

Só me sai uma palavra: POIS!
E nesta palavra podes meter o que tu quiseres sobre as pessoas mencionadas no teu post...
... e ainda outras eventualmente envolvidas nesta questão...

Beijinhos

 
At 11:55 da tarde, Blogger Francisco Oliveira said...

E o outro Sá Fernandes, o José s.e., não se meterá nisso porque... é um caso que já está a dar dinheiro à família...

 
At 12:52 da manhã, Blogger Pedro said...

Cruzes, Sininho, desculpa-me o termo mas é caso para dizer que a m... chama a m... e quanto mais nela se mexe mais ela fede...

 
At 1:12 da manhã, Blogger Sininho said...

Maria:
É um caso bicudo, este.
Para além da ira por detrás destes actos de vandalismo, o que daqui resulta, no imediato, é impunidade para os responsáveis e agravamento do desconforto de quem trabalha na Fundação, ou de quem tem ali os filhos.

Beijinhos

 
At 1:28 da manhã, Blogger Sininho said...

Francisco Oliveira:
O José, no início, deu uns ares da sua graça, lá pelo bairro dos Lóios, mas agora tem outras coisas que o afligem.
Aqui não há embargos, quando muito alguma providência cautelar...
E também penso que o mano lhe terá dado um toque.

 
At 1:30 da manhã, Blogger a.leitão said...

Nomeado para:
Thinking Blogger Award

Ditam as regras que cada nomeado deverá colocar o símbolo correspondente no “side-bar”.
Cada nomeado deverá, se assim o entender, estiver de acordo e na disposição, nomear por sua vez 5 Blogs que de alguma forma nos levam a pensar, recordar, sonhar, admirar.
Informar o correspondente Blog da nomeação.

 
At 1:31 da manhã, Blogger Sininho said...

Pedro:
É isso mesmo.
Resumindo, um caso mal cheiroso demais...

 
At 2:01 da manhã, Blogger Sininho said...

A.Leitão:
Pronto.
Fui lá ver e é verdade.
Outra nomeação!
Estou que nem posso.

Um xi agradecido.

 
At 6:17 da tarde, Blogger Cucagaio said...

em todas as guerras há vitimas colaterais, aqui são as crianças e respectivos pais.

 
At 7:42 da tarde, Blogger Sininho said...

Cucagaio:
Infelizmente, essa é uma grande verdade.

 
At 4:13 da tarde, Blogger Cris Caetano said...

Também acho! Que protesto de m... (se me permite e desculpa-me a expressão). Com crianças e espaços ocupados por crianças, NUNCA!!!
beijinho

 
At 9:03 da tarde, Blogger Sininho said...

Cris:
Infelizmente, sempre sobra para quem não tem culpa...

Beijinho

 

Enviar um comentário

<< Home