3 Ecos da Falésia: ARTE SEM MOVIMENTO

segunda-feira, maio 07, 2007

ARTE SEM MOVIMENTO


Eu sei, eu sei.
Disse que encerrava os temazinhos deprimentes.
Mas quando vejo uma foto com algumas das vinte mil pessoas que se atiraram para o chão, voluntàriamente, gratuitamente e nuzinhos da Silva, tendo prazer em fazer estas tristes figuras, chega-me logo a tentação de não cumprir o que disse anteriormente.
.
Onde quer que vá, o senhor Spencer Tunick consegue sempre reunir montanhas de gente ansiosa por posar e poder contar mais tarde aos respectivos descendentes como a sua imagem ficou gravada para a posteridade. Se bem que deva haver certa dificuldade em descobrir o próprio corpo, no meio duma amálgama que mais parece recordação macabra de campo de concentração, nos tempos da guerra.
.
Bom, valha a verdade, há uma diferença:
Estes estão um tanto ou quanto mais nutridos.
.
.
.

10 Comments:

At 9:06 da tarde, Blogger Maria said...

É Sininho, a tua última frase salvou a comparação...
Também não acho piada, mas seguramente haverá quem ache, senão não haveria voluntários...

Beijinhos

 
At 9:33 da tarde, Blogger Sininho said...

Maria:
Há milhares e milhares a achar piada, o que me causa estranheza, mas deve ser defeito de cota...
Agora, ao rever a fotografia, achei uma certa semelhança com frangos mal assados.
O melhor é não voltar a olhar...

Beijinho.

 
At 11:44 da tarde, Blogger Luis Eme said...

Gostei dessa dos "frangos mal assados"...

Podias ter escolhido uma fotografia mais artistica, mas o que tu querias mesmo, era falar das aves...

Esse teu feitio, Sininho...

 
At 12:09 da manhã, Blogger Maria said...

Será que vemos com os mesmos olhos?
Quando vi a imagem, antes de ler o texto, foi exactamente o que me ocorreu "tanto frango espalhado no chão".
Depois vi o texto e até bati na testa, "sou mesmo tonta"...
Agora dá-me vontade de rir...

Beijinhos

 
At 12:52 da manhã, Blogger Sininho said...

Luís:
Estás a meter-te comigo mas estas sessões fotográficas são levadas muito a sério!
O interessado tem que se inscrever, indicando a profissão, o sexo (isto para alguns já é difícil) e o tom aproximado da pele.
Para este último requisito há uma "paleta" de 7 cores, SETE...

 
At 1:07 da manhã, Blogger Sininho said...

Maria:
Estava eu a ler o teu primeiro comentário, quando fui rever a foto.
Aí, zás:
Transmitiste-me o pensamento...

Beijinho

 
At 12:22 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Emanuela - Floripa
Seguinte, o fato de tantas pessoas estarem ali nuas é maravilhoso e tem todo um conceito por trás, o fotógrafo é um artista, essa foto é uma intervenção urbana, é arte contemporânea. Não vejo nada de frango, nem motivo pra rir, e como disse o Luís é um trabalho levado a sério, não uma foto feita em photo shop não.

 
At 2:48 da tarde, Blogger Sininho said...

Emanuela de Florianópolis:
Bem vinda a este blog.
Eu, por acaso, já sabia que o fotógrafo era um artista e que aquilo se chama "intervenção urbana".
Até já foi feita pelo menos uma dessas em Portugal.
O ser ou não motivo para rir, depende da opinião de cada um.
Desde que não se seja insultuoso, TUDO PODE SER MOTIVO DE RISO.
Rir é uma coisa saudável.
Tão saudável como expressar uma opinião, concordando ou discordando.
Só um reparo:
Quem disse que "as sessões eram levadas muito a sério" fui eu mesma, na resposta ao comentário do Luís.
Volte sempre.

 
At 9:43 da tarde, Blogger Gi said...

Sininho,

Eu sou cota :) seria incapaz de estar ali no meio da multidão. nem mesmo o amor à arte me levava a participar. Pudor... e blá..blá... blá... :) mas ... aqui fica o mas... :) acho um trabalho interessante. Tudo quanto sai um pouco fora da normalidade (sem ser anormal , pelo menos para mim) tem a minha simpatia. As comparações podemos sempre fazê-las . Já vi uma flor feita com sapatos que quando olhei julguei serem sementes de girassol ... ainda me ri no final. Arte é arte, a nossa cabeça faz o resto . Eu pelo menos gosto de inventar ideias :)

Não me aconselho a ninguém lol

beijinhos

 
At 11:49 da tarde, Blogger Sininho said...

Gi:
Os teus olhos são os de uma artista.
E os artistas olham o mundo e sentem-no de uma forma própria.
Eu aprecio imenso o que é belo, sob variadas formas.
Mas tenho outra sensibilidade, provavelmente mais conservadora...
O teu blog, por exemplo, tem tudo a ver com os "meus" padrões. Encontro ali uma beleza universal. Já a estética destas fotos de Tunick não me faz mover nem um pouco...
Ainda bem que os gostos diferem, senão o mundo era chatíssimo...

Beijinho.

 

Enviar um comentário

<< Home