3 Ecos da Falésia: NEM UMA VÍRGULA!

quinta-feira, maio 31, 2007

NEM UMA VÍRGULA!


Cada dia que passa ficamos mais descansados com a Justiça a que temos direito.
Senhores Doutores Juízes vão-se desdobrando em afirmações de defesa da sua coutada, enquanto dão, uns aos outros, palmadinhas nas costas, pelos belos acórdãos produzidos.
.
Anos atrás, duas turistas nórdicas vítimas de violação no Allgarve, vieram a aprender que nunca deveriam ter-se passeado em mini-saia, "dentro da coutada do macho latino".Tomem lá que foi para aprenderem.
.
Um homicida da própria mulher viu a sua pena aliviada de uns anos, à conta de circunstâncias atenuantes:
A vítima ia ao café sem dizer ao marido, usava roupa pouco modesta e até se atreveu a "deixar-lhe esturricar o jantar".
Este último descuido, se calhar até teve por detrás alguma má vontade por o cônjuge não lhe permitir ver a telenovela.
Viu no que deu? Estava a pedi-las.
.
Quando uma empregada numa instituição para crianças deficientes foi acusada de usar de violência física contra as crianças que estavam ao seu cuidado, logo um solícito juiz declarou que uma boas palmadas fazem parte da educação e "quem não as dá, não é um bom pai de família".
E ser o menino deficiente, é coisa que não interessa nada, para o caso.
.
Bem recentemente, o chamado "pai afectivo" da Esmeralda, ouviu, em tribunal, equiparar o seu amor pela criança, a "tê-la tratado como um animal de estimação".
Comparação muito feliz.
.
E veio agora um Senhor Juiz do Supremo Tribnal de Justiça atenuar (em mais de dois anos) a pena a um pedófilo que andava a praticar abusos sobre várias crianças, embora só a mãe de uma tivesse apresentado queixa.
O menino tinha 13 anos? Já tinha idade para ter erecções. Certamente até gostou de ter sido abusado. Senão, teria contado aos pais. Com 13 anos uma criança já é capaz de se defender, SE QUISER.
E depois, o senhor pedófilo, coitado, tem uma família estável, mulher e filhos, temos de o ajudar a integrar-se melhor e toma lá uma pena menor e para a outra vez vê lá se escolhes um rapazinho de 14 anos que assim já estás mesmo safo.
.
Instado a pronunciar-se acerca da decisão, o Meretíssimo confirmou:
"NÃO MUDAVA UMA VÍRGULA NO ACÓRDÃO!"
.
Aqui está um homem de uma só palavra.
Destes é que o país precisa!
.
.
.

12 Comments:

At 3:55 da manhã, Anonymous Maria vem da vila said...

Permita-me cara Sininho que corrija uma expressão sua. Não concordo quando se refere ao juiz como um homem. Esse juiz é quando muito uma criatura abjecta ( poderia usar termos mais grosseiros mas penso que não se enquadrarem no espirito deste blog).
Essa criatura, como muitas outras da sua classe profissional( estão numerosos exemplos no post)deveria ter um pingo de vergonha (isto se algum dia conheceu tal conceito) e por o seu lugar á disposição. No caso de não o fazer, haja alguem com autoridade neste pais que meta ordem nisto.
É que já vai sendo tempo.....

Obrigado pelo post, um forte abraço

 
At 4:19 da manhã, Blogger Maria said...

Pela primeira vez senti repulsa estomacal (se é que me faço entender) quando ouvi a notícia.
Não queria acreditar.
E não consigo dizer mais nada...

Beijinhos

 
At 9:30 da manhã, Blogger Sininho said...

Maria vem da vila:
Aquilo é, como eu disse, uma verdadeira coutada.
Ali mandam eles, ninguém se atreva a questionar as suas doutas sentenças, porque estão acima de qualquer outra autoridade. São a expressão da Lei.
E, mais uma vez, a lei está desadequada aos tempos de hoje.Desgraçado de quem precisar de recorrer a um tribunal e não tiver acesso a um advogado espertalhão que saiba encontrar todos os "furos" nas leis, para safar o cliente...

Obrigada pela visita e um abraço.

 
At 9:35 da manhã, Blogger Sininho said...

Maria:
Na continuação da minha resposta anterior, havia uma velha história em que um homem aflito se chegava à beira dum poço e gritava lá para dentro: -"Justiça!"
E de lá veio a resposta, em forma de eco:
-"Chiça!"
Ilustra mais ou menos a situação.

Beijinho

 
At 10:33 da manhã, Blogger 'mega' said...

'hoje de manhã também ouvi na rádio uma notícia sobre uma mulher que foi absolvida de ter morto o marido porque consideraram legítima defesa o facto de ela ter levado porrada durante diversos anos.. vai que um dia, matou o esposo à machadada... é bem'

 
At 11:03 da manhã, Blogger Sininho said...

Mega:
A notícia completa é que, depois de anos e anos seguidos de maus tratos à mulher e às filhas, uma noite, o indivíduo tentou agredir a mulher com uma foice.
Aí, ela agarrou num machado e acertou-lhe na cabeça, matando-o.
Foi legítima defesa.

 
At 2:46 da tarde, Blogger Luis Eme said...

É uma vergonha!

 
At 4:20 da tarde, Blogger Cris Caetano said...

Nem uma, nem duas: que aconteça a todo juiz que profere este tipo de sentença o mesmo que aconteceu às vítimas.
beijinho

 
At 5:28 da tarde, Blogger Sininho said...

Luís:
Pouco mais há a acrescentar, além dessas três palavras.

 
At 5:32 da tarde, Blogger Sininho said...

Cris:
Exactamente.
Talvez só assim tivessem uma pálida noção do que deve ser um abuso desse tipo, para uma criança.

Beijinho

 
At 2:07 da tarde, Anonymous Áurea Ponte said...

Sininho

Neste País de "Brandos Costumes", grandes "Machistas" e "Paternalistas", só podia ter uma justiça completamente cega e arbitrária, em que alguns juízes proferem sentenças e juízos que só ao "DIABO" lembraria; possivelmente terão pacto com o "DITO"; só que o "Inferno está repleto de Boas Intenções", sendo que vivemo-lo aqui (neste país) e agora!
Os arguidos passam a ser vitimizados, sendo as vítimas ainda culpabilizadas por provocarem a ira dos algozes e a libido dos predadores sexuais e pedófilos!
E mais não digo, porque me sinto demasiado indignada, e ainda proferiria alguns impropérios inadequados.

Beijinhos e um abraço solidário

 
At 9:43 da tarde, Blogger Sininho said...

Áurea:
Tem toda a razão.
Muitas vezes me pergunto como podem certas "prendas" estar a julgar outros e a proferir algumas barbaridades, com toda a impunidade que o cargo lhes confere.

Beijinho

 

Enviar um comentário

<< Home