3 Ecos da Falésia: UM FURO JORNALÍSTICO

sábado, setembro 08, 2007

UM FURO JORNALÍSTICO


Levantemos as mãozinhas aos céus por termos, entre a nossa imprensa de referência, um 24 HORAS que consegue destacar-se entre a mediocridade geral e puxar para a primeira página alguma coisa de geito.
Os restantes jornais andam, entretanto, enredados em tricas sobre a imprensa tabloide britânica, o racismo inglês, a eficácia da PJ, o significado da palavra "arguido", as cabalas políticas por detrás da família MacCann e patati e patatá.
.
O 24 HORAS, ao menos, para além do "apêrto a Kate", soube descobrir (mais nenhum o conseguiu) "uma portuguesa que... viu Pavarotti em pijama"!
Trazendo a notícia para o canto inferior direito da sua capa.
Que magnífica e original forma de homenagear o cantor, precisamente no dia do seu funeral!
.
Eu, por exemplo, por mais que esprema as meninges, não consigo lembrar-me de muita gente que tenha visto em pijama.
Por ordem cronológica, recordo o meu pai, o meu marido, os meus filhos, um ou dois sobrinhos e os meus netos.
Aaaah, já me estava a passar a porteira do prédio da frente, quando vem recolher os caixotes pela manhã.
Se bem que traz quase sempre o robe por cima e os rolos na cabeça.
Não sei se será lícito encaixá-la no conjunto.
.
Agora, uma PORTUGUESA cuja história de vida inclui um resquício da intimidade do já (muito originalmente) chamado " tenor do povo" é coisa a não perder.
Aconselha-se a aquisição da edição impressa, que a electrónica é omissa.
.
Coisa que irei tentar já a seguir, caso não se tenha esgotado o último exemplar.
.
.

.Lisboa-8-Setembro-2007

14 Comments:

At 1:01 da manhã, Blogger Pedro said...

Da malograda Maddie ao Pavarotti em pijama,
Teremos descansadinhos a presidência europeia
Do povo que no referendo ficará na cama
E no qual são sempre os mesmos os de barriga cheia!

Que queres? Deu-me a veia poética!

 
At 7:39 da tarde, Blogger Sininho said...

Pedro:
Muito bem. São estas pequenas coisas que nos trazem inspiração...
Eu é que continuo sem fé no referendo.
E é como dizes: mesmo que se realizasse, a abstenção, uma vez mais, seria a grande vencedora.

 
At 9:58 da tarde, Blogger Maria said...

Ai, Sininho, qual é o referendo?
Não sei de nada.....
Andei distraída nos últimos dias....

Voltando ao tema do teu post, qual o interesse de dizer que se viu o Pavarotti em pijama?
A selecção inglesa, quando esteve por cá no euro 2004, esteve num hotel por aqui perto. Também se ciu o Beckham de cuecas à janela, não foi?

Beijinhos

 
At 2:34 da manhã, Blogger Sininho said...

Maria:
Pois.
Nem eu...
Era uma ironia relacionada com a Constituição Europeia, mas que, verifico agora, ficou muito mal expressa. Esquece.

Agora, eu não ter visto a foto do Beckham à janela, de cuecas, é que não me conformo.
É o resultado do meu desinteresse pelo desporto-rei.
Mas já não tenho emenda.

Beijinho

 
At 9:30 da manhã, Blogger 'mega' said...

'ahhh, que maravilha... podemos sempre contar com o 24horas para dar brilho à secção "humor"...'

 
At 3:38 da tarde, Blogger Gi said...

Já não consigo ler ou ouvir mais do que quer que seja sobre o caso MacCann. Só espero mesmoq ue a verdade seja desvendada até lá vou-me armar em político quando foge de temas quentes. "Não me vou pronunciar sobre isso".

Beijo e boa semana


PS - No 24 horas escreve muita gente interessante e tem artigos de qualidade. É daqueles casos que não podemos julgar o armazém pelo que vimos na montra. O problema é do vitrinista :)

mais outro

 
At 3:58 da tarde, Blogger Sininho said...

Mega:
Vejo que não levas a sério a importância do artigo em causa.
Que se há-de fazer...

 
At 4:19 da tarde, Blogger Sininho said...

Gi:
O caso Maddie já ultrapassou muitas barreiras de bom senso, em várias áreas.
Estou tentando evitar tocar no tema, embora o ache tão apaixonante que continuo a ler tudo o que apareça de novo.
Sou daquelas que não gostam de ver factos sem explicação e isto está muitíssimo mal contado desde o início.
Quanto ao 24 Horas, limito-me a ler uma ou duas coisas na edição online, não conhecendo capazmente a edição em papel.
Mas lá que as capas não o recomendam muito...
Admito que seja, como dizes, "problema de vitrinista"...

Beijinho

 
At 4:56 da tarde, Blogger Cris Caetano said...

Apertaram a inglesa?! Mas isso não é sexo explícito?! Pode?!
Também me esforcei e percebi que vi poucas pessoas de pijama. Sem ele, já vi mais. lolololol
beijinhos

 
At 10:06 da tarde, Blogger Sininho said...

Cris, sua malandreca!
A inglesa parece que precisaria de outra espécie de aperto, a confirmarem-se os tristíssimos indícios que têm aparecido a conta-gotas.

Beijinho

 
At 5:10 da tarde, Blogger Gi said...

trimmmm... trimmmm
toco à campainha ,
ninguém atende ...
trimmmm ... trimmmmm ...
insito
nada
vou esperar pacientemente, na volta foi a Londres para fazer a reportagem em directo :)

Beijos

 
At 9:43 da tarde, Blogger Sininho said...

Gi:
Diz que as feiticeiras, sobretudo as que pairam por aí, durante a noite, têm um grande poder de adivinhação.
Pois evidentemente que tenho estado em terras de Sua Magestade, pondo os meus préstimos ao serviço dos MacCann, já que eles pagam principescamente.
(eles, ou o erário público)

Beijinho

 
At 7:03 da tarde, Blogger Cris Caetano said...

Eu tenho acompanhado o caso por aqui e pelo mesmo motivo que tens, ou seja, por parecer-me que há algo de muito mal contado nessa história. Além disso, o método de investigação me intriga muito. Fatos que aparentemente deveriam ter sido imediatamente descobertos, tardiamente são percebidos, sendo que há dois países fazendo o trabalho que normalmente bastaria um fazer, nesse caso, Portugal, que tem competência suficiente para isso.
Beijinhos e bom fim de semana.

 
At 5:31 da tarde, Blogger Sininho said...

Cris:
Isto está uma salada de frutas variadas para todos os gostos.
A Polícia Judiciária entrou mal ao considerar só a hipótese do rapto.
Perdeu-se tempo e falharam medidas que não podiam falhar.
Não selarem o apartamento é daqueles pequenos detalhes que qualquer leitor de livros policiais baratos, sabe que foi um erro.
E os dois inspectores que estão indiciados por comportamento reprovável (caso Joana) estão à frente do processo.
Pormenor que ainda vai dar muito falatório nos media ingleses.
Os MacCann agradecem...
Além de que ninguém fala nos "acordos" de bastidores entre os dois governos.
Um assunto que cheira pior do que a coitadinha da criança, a esta altura.

Beijinho

 

Enviar um comentário

<< Home