3 Ecos da Falésia: ALWAYS LOOK ON THE BRIGHT SIDE OF LIFE-II

segunda-feira, janeiro 28, 2008

ALWAYS LOOK ON THE BRIGHT SIDE OF LIFE-II


O senhor Makarov só tem de se felicitar porque, residindo em Lisboa e tendo sido acometido de cólicas, entrou nas urgências do Curry Cabral e foi operado poucas horas depois.
Morasse ele em Castedo - Alijó e outro galo cantaria.
Entre a chamada para o INEM, a ligação da operadora ("ai valha-me Deus, estou lixada" para o único bombeiro de serviço ("ai, agora não tenho aqui uma caneta; estou sòzinho") e a saída de alguma ambulância para o socorrer, era capaz de ser bem pior.
Se bem que ouvi a um senhor de óculos, cujo nome não me ocorre agora, a declaração de que "O INEM É UMA INSTITUIÇÃO TÃO PRIVILEGIADA QUE AS PESSOAS ATÉ RECORREM A ELE QUANDO OS SEUS ENTES QUERIDOS ESTÃO MORTOS"!

Passados uns meses, o paciente ucraniano começou novamente a sentir dores, náuseas e ansiedade, tendo até "vomitado uma pequena compressa, dois ganchos e fio de sotura".
O que pode ter sido menos agradável.
Ter de recorrer a um raio X de uma clínica privada, para ser novamente aberto e saber que lhe foi retirada a tal tesoura cirúrgica com 20 centímetros, acredito que o tenha deixado um pouco abalado.
Tanto que, depois de "recuperado", foi "encontrado na via pública, evidenciando comportamentos psicóticos".
Conduzido ao Miguel Bombarda, foi-lhe diagnosticada uma "PSICOSE DELIRANTE NÃO ESPECIFICADA".
Teve sorte, mais uma vez.
Olha se o senhor ministro já tinha mandado encerrar o hospital, como é sua intenção?

Bem diz ele que o pessoal das notícias só dá relevo aos acontecimentos negativos, na área da Saúde.
Não são capazes de, perante acontecimentos menos felizes, procurarem transmitir "THE BRIGHT SIDE OF LIFE".
Que é exactamente o que eu estou procurando fazer neste post, depois do vídeo dos Monty Python.

Nota de rodapé:
A notícia só veio a lume há dias porque dois médicos do Curry Cabral foram RÀPIDAMENTE acusados de "ofensa à integridade física por negligência", a 31 de Outubro de 2007, ou seja:
APENAS 6 anos após o invulgar acontecimento.
Até haver sentença definitiva, alguns anos mais decorrerão.
O que também é óptimo, se pensarmos que temos uns senhores juízes que funcionam ponderadamente, sem o mínimo stress.

Já não falando no dinheiro que poupam em ansiolíticos.

12 Comments:

At 5:07 da tarde, Blogger Maria said...

Acabo de ler este post e fico com raiva. Cheia de raiva. E sorrio, ao mesmo tempo, com a forma como usas as palavras para descrever estas situações.
Mas as situações reais "enervam-me", para não sair da linguagem aceitável no teu blogue.
Já não sei quem é que anda louco. Se é o povo, que ainda permite que estes gajos lá continuem, se são mesmo eles que não sabem o que andam a fazer....
Às vezes apetecia-me mesmo ser uma mulher do norte, carago!!!!!

Beijinhos, Sininho

 
At 9:46 da tarde, Blogger Luis Eme said...

Médicos destes deviam ter um distico na testa, para fugirmos deles a sete pés...

Em relação à dita gravação, penso que aquilo foi tudo preparado para a reportagem. Mal será se a telefonista está com todo aquele cerimonial ao telefone com os bombeiros...

Eles não têm meios, como todos sabemos, mas deviam ser no minimo mais responsáveis...

Não ouvi o ministro, se calhar disse que era natural, como as quedas de maca, nos hospitais...

Estamos bem entregues, estamos, Sininho.

abraço

 
At 9:46 da tarde, Blogger Cris Caetano said...

Eu ouvi a tal conversa telefônica - de uns 15 minutos - entre a operadora e o bombeiro e não sei dizer de qual dos dois senti mais raiva...

Já quanto a este senhor feizardo no "pronto atendimento", fico pensando se as séries médicas que assisto nos canais pagos pela TV, têm algum - ou muito - fundo de verdade, quando eles aparecem no maior papo durante uma cirurgia, trocando olhares, soltando faíscas apixonadas etc. Deve ser por isso que esquecem tesouras, bisturis e outras coisinhas dentro da barriga das vítimas; agora sim é caso de dizer o tal: "Valha-me Deus!", que a senhorinha operadora soltava...

Beijinhos

 
At 10:33 da tarde, Blogger poetaeusou . . . said...

*
podem fazer-me um favor ?
obrigado,
antes de encerrarem,
o julio de matos,
internem 2 ou 3 dezenas
de conhecidos figurantes,
e tranquem bem as portas,
podem demolir os edificios,
por implosão, TNT de prefer<~encia,
,
xi
*

 
At 1:48 da manhã, Blogger Sininho said...

Maria:
Estás em tua casa para descarregares essa raiva.
Não precisas ser do Norte, carago...

Beijinho

 
At 2:03 da manhã, Blogger Sininho said...

Luís:
Na verdade, neste país é tudo mais do que natural:
As quedas das macas, as conversas de surdos, os 100 desfibrilhadores (do Euro 2004) que custaram mais de 400.000 Euros e estão à espera de serem postos a uso, os velhinhos nús nos corredores dos hospitais, o que tu queiras.
É natural.
Sempre tem sido.
Só agora é que a atenção dos órgãos de informação se virou para tudo isso.
Essa é uma parte em que o ministro tem razão.
Mas que é absolutamente confrangedor, isso nem se discute.

Abraço

 
At 2:11 da manhã, Blogger Sininho said...

Cris:
Para eles, a cirurgia é rotina.
E parece que risadas e anedotas não faltam.
Tudo bem, desde que isso não os faça distraír demasiado e "perder" muito material cirúrgico...
Aí é que o caldo começa a entornar...

Beijinho

 
At 2:20 da manhã, Blogger Sininho said...

Poeta:
Também não fazes o caso por menos!
Livra!!!
Oxalá nunca te zangues comigo, senão estou bem servida...

Abraço

 
At 3:02 da tarde, Blogger Cris Caetano said...

Será que todo mundo entendeu que feizardo não é um homem feio, mas sim, felizardo?! Valha-me Jesus, Maria e José, ando tão tati-bi-tati!

Beijinhos

 
At 4:58 da tarde, Blogger Sininho said...

Cris:
Hehehe, entenderam, pois.
As gralhas são uma maldição que nos atinge a todos...

Beijinho

 
At 9:08 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Estes ucranianos recorrem a todos os truques para roubarem. Afinal, quem iria pensar que, mesmo anestesiado, ele seria capaz de uma acção destas?

Farol do Cabo

 
At 12:11 da manhã, Blogger Sininho said...

Farol do Cabo:
Ai, ai, ai.
Qu'é lá isso de vir para aqui levantar falsos testemunhos de cariz altamente xenófobo?
Os ucranianos não roubam, ouviu?
Bem pelo contrário.
Há até quem lhes pague para eles tratarem da saúde a algumas pessoas.
Ora esta!

 

Enviar um comentário

<< Home