3 Ecos da Falésia: NO QUATAR NÃO É CARNAVAL

sexta-feira, janeiro 25, 2008

NO QUATAR NÃO É CARNAVAL

Embora tenhamos entrado em período carnavalesco, estes senhores não são para brincadeiras.
E ninguém mais habilitado do que um "Mullah" para dar conselhos úteis sobre a melhor forma de lidar com as mulheres.

****************************

13 Comments:

At 2:04 da manhã, Blogger Maria said...

Será que ele também dá conselhos úteis sobre a melhor forma de lidar com os homens? os de lá?
hehehehehe

Beijinho

 
At 2:53 da manhã, Blogger a.leitão said...

Eu cá por mim vou já a correr converter-me ao Islão!
O Bento (Paulo)que se lixe
Ando cá com umas ganas...

 
At 12:09 da tarde, Blogger Sininho said...

Maria:
Tenho uma leve suspeita de que não.
Embora, para os homens, existam também regras apertadíssimas.
Estão sujeitos a penalização, se concretizarem alguma... como é que eu vou dizer isto educadamente... alguma "afeição mais forte" que sintam por uma cabra ou uma camela que pertençam ao vizinho...

Beijinho

 
At 12:16 da tarde, Blogger Sininho said...

A.Leitão:
Ó homem, vê lá se tens calma!
Melhor é seguir os conselhos do Paulinho e enfrentar a situação "com tranquilidade"...

Abraço

 
At 6:35 da tarde, Blogger samuel said...

Mais uma vez me lembro de um famoso cartoon de Muhamed:

"É duro ser adorado por imbecis!"

 
At 12:03 da tarde, Blogger Sininho said...

Samuel:
Maomé é testemunha de que eu sempre tapei os olhos para não ver essas publicações insultuosas e degeneradas que ofendiam os verdadeiroa crentes.

Ora esta!!!

 
At 2:58 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Convém dar sempre uma surra à esposa quando ela chega a casa mesmo não sabendo porquê. Ela sabe-o.

Ala Dino

 
At 9:12 da tarde, Blogger Gi said...

É impressionante não é? Vi quando deu na televisão.

Sendo a luta pela igualdade entre os sexos tão antiga faz confusão como algumas ainda lutam só para serem tratadas como "gente"!

beijo

 
At 12:40 da manhã, Blogger Sininho said...

Ala Dino:
Constato que o sermão de Sexta-feira lhe fez recordar os bons velhos hábitos que ainda por cá se mantêm.
Principalmente nos dias em que o clube perde.

 
At 12:48 da manhã, Blogger Sininho said...

Gi:
Algumas lutam, enquanto outras acham naturalíssimo.
Nada de admirar, entre uma população que continua a ser mantida na ignorância, para "preservação" da sua cultura...

Beijinho

 
At 2:15 da tarde, Blogger CARTEIRO said...

Esta ternura pelas mulheres, ao contrário do que consta, levou muitos muçulmanos à criação de uma venerável agremiação conhecida pela "Mullah da Cooperativa"...

 
At 5:46 da tarde, Blogger Sininho said...

Carteiro:
Estou a ver, estou a ver.

Parece que a ASAE também mandou encerrá-la.
Tudo por causa do Zé da Adega que, além de não saber cantar o fado, também não observava os preceitos higiénicos recomendados.
Pum, pum, pum.

 
At 3:51 da tarde, Blogger Cris Caetano said...

A segunda coisa na qual pensei - e mais politicamente correta - foi de que ele é um mau intérprete do Alcorão, porque há mulçumanos que não pensam assim.

Mas a primeira coisa na qual pensei - e bem mais agressiva - foi: Vai te catar! Que o teu mal é não ter o que fazer! Se tivesses um tanque de roupa suja pra lavares, mudavas num instantinho de opinião...

E como estamos no Carnaval, eu proponho soltá-lo no Rio de Janeiro, na Sapucaí (Sambódromo), durante o desfile das escolas de samba: ele surtava no meio daquelas mulheres quase peladas! Era um bom castigo!

Beijinhos

 

Enviar um comentário

<< Home