3 Ecos da Falésia: RESPIGADO DO "PÚBLICO"

terça-feira, março 13, 2007

RESPIGADO DO "PÚBLICO"

Com esta interrogação, o crítico de TV do "Público" tirou-me da boca muito do que eu pensava dizer sobre este assunto.
Como já não fui a tempo, limito-me a transcrever o seu texto, com a devida vénia ( embora vénias sejam mais adequadas aos homens...)
.
"Que alguém explique aos portugueses, se fizer o favor, o que raio foi aquela coisa informe e lamentável que apareceu, na noite de Sábado, na RTP-1, a anunciar-se como Festival da Canção e que mais pareceu uma récita de amadores do grupo excursionista de Pedregulhos de Baixo.
O ar razoavelmente encavacado dos convidados presentes na sala, o novo-riquismo histérico dos movimentos de câmara voadores, a rigidez e pouco à vontade dos apresentadores, a confrangedora falta de graça daquele texto de comédia não enganavam ninguém.
Os menos culpados nisto tudo ainda foram os autores, produtores e intérpretes das canções, que se limitaram a fazer (mais mal que bem, é verdade) o que lhes foi pedido.
A culpa é mesmo desta insistência quase desesperada da RTP, num formato que já teve o seu tempo e há muito deixou de justificar toda esta pompa e circunstância.
Mas podia, ao menos, ter feito qualquer coisa de jeito, em vez desta emissão que só a custo se pôde chamar "televisão".
.
Reportando-me ao post anterior, ali, naquela sala onde tudo aconteceu, é que eu queria ver o Pedro Cruz a debitar a perguntinha da ordem à Simone de Oliveira e ao Paulo de Carvalho, para só citar dois.
.
E, uma vez mais, o problema não era a pergunta.
Mas as respostas seriam, sem qualquer sombra de dúvida, um bicudíssimo problema para a RTP.
.
TLIM

12 Comments:

At 10:08 da manhã, Blogger poetaeusou said...

e o outro publico,
sininho
o outro publico.
/
o publico.
da
publica ...
/
até)
/

 
At 3:47 da tarde, Blogger Sininho said...

Poeta:
Quem realizou aquele aborto (sem pretender ofender os abortos) de "espectáculo", há-de ter pensado que aquilo tinha alguma ponta por onde se lhe pegasse.
Que havia público para aquilo.
Ou até que aquilo era "serviço público"...
E talvez fosse, se dedicado a uma minoria, em particular:
A dos deficientes mentais.
Abrç.

 
At 3:55 da tarde, Blogger 'mega' said...

'se fizerem um estudo vão chegar à conclusão que a taxa de suicídio aumentou durante a emissão...
na minha humilde opinião, o senhor ceguinho que toca órgão na rua de stª catarina tinha dado um espectáculo bem melhor e sem sombra de dúvida menos deprimente...'

 
At 6:06 da tarde, Blogger Maria said...

Por acaso gostava de ouvir a resposta desses dois... que não têm papas na língua...

Mas olha, não posso comentar.
Felizmente aqui em casa não há canais portugueses...
Mas fiquei curiosa, quando chegar aí tentarei ler sobre...

Um beijinho

 
At 9:16 da tarde, Blogger Sininho said...

Mega:
Como evoluíu a rua de Santa Catarina!
Dantes os ceguinhos tocavam acordeão.
Mas hoje está tudo modernizado e tenho a certeza, mesmo sem o ouvir, que o tal ceguinho faria ali, muito melhor figura.
Qualquer um faria.

 
At 9:26 da tarde, Blogger Sininho said...

Maria:
Nem calculas quanto preservaste a tua sanidade mental...
Eu só fui vendo aquilo, aos bochechos, para a tensão não me subir...
Foi só o suficiente para ficar a fazer uma ideia.
E para isso tive que "sofrer" um bocadinho...
Beijinhos.

 
At 11:55 da tarde, Blogger Pedro said...

Ora, Sininho, não te esqueças que a RTP tem de apresentar serviço público, por isso emite programas de qualidade. E como boa qualidade que é, esse festival, a maioria não o vê, dos que vêem a maior parte não gosta. O serviço público temd estas coisas. Consta que a próxima grande pérola vai ser o concurso Miss Portugal. Finalmente temos boa TV nacional, pena só ter sido agora que grande parte dos telespectadores dos centros urbanos têm mais de 50 canais disponíveis...

 
At 1:38 da manhã, Blogger Sininho said...

Pedro:
Essa é uma análise que só pode estar certíssima.
Se a memória não me atraiçoa, era o velho silogismo:
A maioria não gosta de programas de qualidade.
A maioria não gostou do festival.
Logo, o festival era um programa de qualidade...
Ai, ai, como duma bela pessegada se chega à filosofia...

 
At 10:50 da manhã, Blogger wicky said...

felizmente não vi...vejo pouco, muito pouco esse aparelhómetro...
Mas por vezes leio jornais e fiquei espantada com a noticia!

 
At 11:34 da manhã, Blogger Sininho said...

Wicki:
Obrigada pela sua visita.
Fui espreitar o seu "Sol de Domingo" e uma conclusão tirei.
Não podia estar mais de acordo com a reprovação pela pretensa "consultora de etiqueta" do outro "SOL"...
Abraço

 
At 4:26 da tarde, Blogger Luis Eme said...

Passou-me completamente ao lado... como tem passado há vários anos...

Essa coisa que chamam festival da canção, há muito que não representa nada da nossa música, pelo menos para mim.

Estás lixado Cruz... a Sininho é pior que o Django.

 
At 5:09 da tarde, Blogger Sininho said...

Luís:
Com que então DJANGO?
Até podia ser pior, que o Franco Nero tinha uns olhos bem bonitos...
E lá vinha, outra vez, a música do Morricone...

 

Enviar um comentário

<< Home