3 Ecos da Falésia: Dezembro 2006

domingo, dezembro 31, 2006

BOAS ENTRADAS!

Assim com assim, vivemos ou não vivemos no País do "Faz de Conta"?
Os que não conseguiram ir passar uns dias a S. SALVADOR da BAÍA, como algumas "pessoas" que regulam a nossa vida e nos dão verdadeiros exemplos de como fazer esticar as férias, têm aqui, alguns miminhos, para se reconfortarem.

Preparem-se, então, para , ao bater das doze badaladas, se atirarem a estas gambas, a estas ostras e a estas lagostitas, acompanhando com umas goladas do mais legítimo champagne.
Tudo virtual, infelizmente, mas oferecido de boa vontade...

E tenham, todos, uma entrada, em grande, no Novo Ano, pelo menos, em imaginação...
Aaaah: Não esquecendo de erguer uma taça à saúde do nosso ausente ( e já saudoso) Primeiro Ministro, se fizerem o favor.

CHIM CHIM!

TLIM

quarta-feira, dezembro 27, 2006

ARRASTÃO NO NATAL

Parece que, no Brasil, a insegurança se intensificou, durante esta quadra natalícia.
Tanto que nem o "Papai Noel" escapou.

É o que eu digo:
Hoje em dia, já não há respeito pelas pessoas de idade.

TLIM

domingo, dezembro 24, 2006

É NOITE DE NATAL

Noite de reunir a família, à volta da mesa, noite de grande expectativa para a pequenada, noite em que se faz sentir, de forma particular, a enorme saudade de todos os que já não podem acompanhar-nos, fìsicamente.

Alegria e tristeza, de mãos dadas.
É Noite de Natal.

TLIM

quarta-feira, dezembro 20, 2006

FELIZ NATAL

Com muito ou com pouco, o que realmente importa é mantermos vivo o Natal, dentro de nós.

Sinceros desejos de FESTAS FELIZES, a quem passar por aqui.

TLIM

segunda-feira, dezembro 18, 2006

CARTA ABERTA A CAROLINA

Se o Comendador Marques de Correia se dirige a todo o bicho-careta, lá das páginas da ÚNICA, eu acho-me no direito de também o fazer, aqui, no meu modesto espaço, embora a divulgação seja um nadinha diferente, devo admitir.
Adiante.

Minha cara Carolina:
Sobre o teu recente best seller, já tudo foi escrutinado e escrito, pelo que vou passar à frente.
Disseram-me que já tens, pronta a ser publicada, uma segunda obra, mais explosiva do que a primeira, que talvez possas intitular de EU CAROLINA - II (a BRONCA FINAL), onde incluis vários "fac-similes" de documentos altamente comprometedores para o teu ex-companheiro e outros senhores, dirigentes da Liga de Clubes.
Gilberto Madaíl, à cautela, já começou a tratar-te por "DOUTORA CAROLINA", o que é um bom sinal (principalmente para ti).
Não que isto possa ser considerado surpreendente, dada a proverbial apetência dos portugueses para mudarem os nomes às coisas, no sentido de as tornarem mais pomposas.
Se uma prostituta passou a ser designada por "Trabalhadora da Indústria do Sexo", não faria sentido que uma alternadeira não pudesse ser, agora, considerada uma Psicóloga ou Consultora, dentro do mesmo ramo de Indústria, já com direito a título académico e tudo o mais, obtido na ESDMVNES (Escola Superior da Má Vida Nocturna e Similares).
Ora, com esta facilidade que tens, de produzir literatura de qualidade, que se cuidem José Saramago, Lobo antunes e até José Rodrigues dos Santos!
Aposto que tu vendes, a dormir, mais do dobro daqueles três consagrados escritores, todos com os olhos bem abertos.
Uma pergunta para que ainda não encontrei resposta é se a Maria Fernanda Freitas que te segura a mão, enquanto escreves, será a mesma que apresentava programas de qualidade, na SIC ( "Às Duas Por Três"), ou outra senhora com o mesmo nome.
Mas depois farão o favor de me elucidar.
Quanto ao lançamento da próxima obra, eu atrevia-me a sugerir que o fizesses uns dias antes do 14 de Fevereiro, Dia dos Namorados.
É óptima altura para o plublicitares, calculando-se que seja um livro próprio para um casalinho ler, em conjunto, com as cabeças encostadas, se lá vierem mais umas sugestões malandrecas, para brincadeiras íntimas.
O que, aliás, se espera; porque aquelas do Capuchinho Vermelho/Lobo Feroz e assim, já estão um tanto sediças, se queres que te fale com franqueza.
Força, força, Carolina.
Tem é muita atenção a quem te serve o cafèzinho.
Que o Polónio-210 vende-se na Net e já me disseram que não faz lá muito bem à saúde.
Para terminar, deixo-te um Provérbio para que medites e tomes as tuas precauções:
"Tão ladrão é o que vai à horta, como o que fica à porta".

E que tenhas um Grande Natal.

TLIM

quinta-feira, dezembro 14, 2006

A PRÓXIMA VÍTIMA?

Bem sei, bem sei: Sou uma incorrigível descrente na Justiça a que temos direito.
Mas, sinceramente: Com toda a fama de grande conquistador que envolve aquele notável Nortenho, cujo nome nem vou, aqui, mencionar, acham que foi avisado colocar uma mulher a coordenar o inquérito ao caso "Apito Dourado"?
Bem pode ela parecer feita de ferro que, face ao que tem pela frente, não tarda a perder toda e qualquer resistência, sucumbindo, inexoràvelmente, a todo aquele charme.

E, depois, não se lembram dos elogios de Maria Elisa à grande craveira intelectual do dito cavalheiro? Ao seu irresistível sentido de humor?
Não sabem o apreço que ele tem por mulheres de personalidade bem vincada ?
E a admiração, diria, até, o fascínio que ele nutre por certas figuras femininas do antigo Egipto?
A quantidade de gravuras que foi coleccionando, ao longo dos anos, com as imagens de Cleópatra e Nefertiti ?
Isto não lhes diz nada?

O Senhor Procurador Geral da República, claro está, é novo no cargo, falta-lhe experiência de vida, ainda precisa de comer muito pão com côdea.
Ou muito me engano, ou, mais mês, menos mês, temos a Senhora Procuradora completamente rendida aos encantos da mítica criatura e lá se vão os resultados do inquérito por água abaixo, como convém a muito boa alma.

E o Dr. Saldanha Sanches, a braços com uma terrível dor de cabeça.

TLIM

quarta-feira, dezembro 13, 2006

SUGESTÃO PARA O NATAL

Se você tem um amiguinho (ou amiguinha) canídeo (a) e mora em Lisboa, Porto ou arredores, poderá deslocar-se até El Corte Inglés e adquirir um presentinho para ele (a), em duas versões unisexo:
A - Impermeável, por 32 €
B - Sweat para cão - 33 cm. também por 32 €

Não se pode dizer que seja caro, se pensarmos na alegria que lhe irá proporcionar.
O Inverno adivinha-se rigoroso e será, assim, com muito mais conforto que, no decorrer dos vossos futuros passeios "higiénicos", ele (a) lhe poderá retribuír, oferecendo-lhe outros "presentinhos" que, embora possam desagradar a quem convosco se cruze, pelos passeios, serão, certamente, para si, motivo de acrescido gáudio.

Tenham ambos, então, um Feliz Natal.

TLIM

sábado, dezembro 09, 2006

GOSTOS NÃO SE DISCUTEM

Por um lado a FOCUS volta a atacar com o caso CAMARATE, trazendo, agora, para a ribalta, mais um marginal, a disputar com o Esteves, a honra da autoria dum atentado.
Por outro, o CORREIO da MANHÃ revela que vários Juízes, nomeadamente, o Procurador encarregado do caso APITO DOURADO, tiveram as suas vidas privadas e familiares, devassadas, com vista a uma possível e conveniente chantagem.

Temos, assim, à nossa volta, um quintal extremamente mal frequentado, como já começávamos a suspeitar.
Este cavalheiro, destacado pela FOCUS - de sua Graça, Fernando Farinha Simões - é um conhecido cliente dos Serviços Prisionais Portugueses, encontrando-se, de momento e uma vez mais, à sombra.
O motivo relaciona-se com umas travessuras que andou a praticar, há uns pares de meses atrás:
Tendo sido guarda-costas de Emídio Rangel, após a separação, passou a guardar as costas de Margarida Marante.
Guardar, talvez não fosse o termo apropriado.
Depois de entrar na intimidade da patroa, deu-lhe para a ameaçar, sequestrar, seviciar e violar.
Tudo actos simpáticos que lhe valeram as actuais férias.

Agora:
O que me deixa de boca aberta, relativamente às companhias escolhidas por certas jornalistas de renome da nossa Televisão, é a tendência para caírem nos braços de gente que, além de muito puco recomendável, sob o ponto de vista ético, é aquilo que pode considerar-se, fisicamente,
UM ESTORVO.
Tratando-se, ainda por cima, de senhoras educadas, com formação superior e , felizmente para elas, sem terem sentido, nunca, necessidade de ganhar a vida, ao balcão de um qualquer bar de alterne.

Gostos...

TLIM

quinta-feira, dezembro 07, 2006

FALANDO DE GASES

Este é um tema extremamente delicado porque, à partida, as pessoas estão logo predipostas a levar a coisa para a galhofa.
O cartoon ilustra a forma sistemática como os Americanos faltam ao respeito aos Muçulmanos, mas aposto que haverá, sempre, alguém que ache graça.
Enfim.

Aa alterações climáticas, diz a FAO ( Agência das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação), está directamente relacionada com a quantidade dos gases lançados para a atmosfera... pelas vacas.
Além de isto denotar um preconceito sexista absolutamente inaceitável ( omitindo a contribuição dos bois para o problema em causa), afirma, também, estar nos gases libertados por aqueles animais, bem como nos que provêm do estrume por eles produzido, a causa principal do denominado "efeito de estufa" e consequentes alterações climáticas, chuvas ácidas e nevoeiros foto-químicos ( seja lá isso o que for).
Designação do gás malvado: Óxido Nitroso (N2O), que parece ser 23 vezes mais potente do que o Dióxido de Carbono.
Mais um argumento para os que defendem a alimentação exclusivamente vegetariana.

Isto leva-nos, a seguir, para uma notícia publicada, hoje, no "Sol.sapo.pt", intitulada "Gases de passageira provocam aterragem de emergência".
Notícia no "SOl" não é notícia do "24 HORAS", deve notar-se.
É assim:
"...os pilotos não hesitaram em avisar o Aeroporto de Nashville, no Tennessee, da iminência de uma aterragem de emergência, por motivos de segurança. Os passageiros haviam alertado para o cheiro a sulfúrio (.....) Uma passageira tinha acendido vários fósforos, mas não para desencadear qualquer tipo de acção terrorista. A mulher tentava disfarçar o cheiro da sua flatulência (vulgo traques), queimando os gases. (....)A passageira não foi acusada de qualquer infracção e foi-lhe permitido seguir viagem. Noutro avião".
Assina este fait-divers, o Senhor Pedro Guerreiro e a expressão "vulgo traques" é de sua inteira autoria.
Para se ver como o SOL está bem fornecido de colaboradores.

Tendo em conta os menus preferidos de grande parte do povo Português, que sempre se atira ao "prato do dia" quando se trata de um bom Cozido à Portuguesa, ou de uma Feijoada à Transmontana, o menos que podemos esperar é, num destes dias, passarmos pela vergonha de ver um qualquer passageiro nacional, embarcado em avião com destino aos States, andar nas bocas do mundo por andar a "acender fósforos a bordo".

TLIM

quarta-feira, dezembro 06, 2006

AINDA SOBRE A RÚSSIA

TLIM

segunda-feira, dezembro 04, 2006

VAMOS BRINCAR AOS ESPIÕES RUSSOS?

Não nos esqueçamos de que o Natal está à porta e, passadas as festas, até ao Carnaval são dois passos.
Convém, se quisermos preparar umas brincadeiras, com tempo, informarmo-nos aonde ir buscar material capaz.
Uma bela partida a pregar, por exemplo, a um vizinho, cujo cão tem uma preferência doentia pelo capacho colocado à nossa porta, é convidá-lo para um cafèzinho a que vamos juntar uma dose de Polónio-210.

Lá está ela a delirar, dirão os senhores. Então anda o Reino Unido em polvorosa, à conta deste material e dos vestígios deixados em hoteis, aviões, restaurantes Japoneses e por aí adiante e vem, agora esta, com ideias fantasiosas!

Gente incrédula, está visto: Então eu ia, agora, pregar uma aldrabice a quem faz o grande favor de passar por este modesto espaço?

É assim: Os Senhores vão ao Google e escrevem lá: "buy polonium 210 online".
Aparece o link da United Nuclear, uma companhia em Sandia Park, NM.
Clic Here to visit UnitedNuclear.com

"Todos os nossos isótopos radioactivos são produzidos na altura da encomenda e ser-lhe ão enviados directamente, sob licença da NRC (Comissão Reguladora Nuclear), sendo provenientes de um reactor em Oak Ridge - Tennessee - USA".

É certo que as encomendas são exclusivas para o território Norte Americano.
Esta regra aplica-se, igualmente às encomendas de T-shirts e canecas, o que já é mais chato, mas, para que servem os amigos?
Também é necessário saber calcular as doses certas; entretanto, com mais umas buscas, decerto se dará com o site adequado e que contenha todos os pormenores de interesse.

Se vier a ocorrer algum "apagão", já pensaram como vai ser giro, cruzarmo-nos com o tal vizinho e ver como ele brilha, no escuro?

Quem é amiguinha, quem é?

TLIM

domingo, dezembro 03, 2006

UMA QUESTÃO CULTURAL

Se muita gente existe, a não morrer de amores pela entrada da Turquia, na União Europeia, persistindo em considerá-la pouco ou nada útil, também há os outros, achando que essa vai ser a solução milagrosa para o abrandamento do terrorismo.
O Governo Turco, por seu lado, interessado na integração, tem dado já alguns passos, no sentido de tentar modificar a sua legislação e aproximá-la da que vigora na generalidade dos Países Europeus.

"TENTAR", foi o que eu disse.
Por exemplo:
Os chamados "crimes de honra" deixaram de ser assim designados, para passarem a chamar-se "crimes tradicionais", coisa muito mais branda e com menos carga emocional.
E o que é, exactamente, um "crime de honra", ou "tradicional"?
Pois, muito simplesmente, a prerrogativa que assiste a qualquer membro masculino de uma família, para poder vir a "executar" (eliminar, sacrificar, fazer desaparecer, matar, dar sumiço, fazer a folha, limpar o sebo, como se entenda chamar ao acto), uma mulher (jovem/criança), sua familiar, que se atreva a pecar, ou, por outras palavras, se arrisque a trazer vergonha para dentro de casa.
Se namorar sem licença, se for infiel ou se, muito simplesmente, não conseguir evitar ser violada.

Já estou a ouvir o côro de protestos a dizer que isso é coisa lá para o Afeganistão, para o Cazaquistão, histórias do senhor Borat. Na Turquia, às portas da Europa, nem pensar!
Fazem questão de nos explicar que este é um país laico e moderno e que estes crimes são punidos por lei.
E nós acreditamos, claro.

O pior é saber-se que, ainda hoje, há o hábito de não registar, à nascença, muitas meninas - por via das dúvidas.

Se, uns anos mais tarde, um pai, um irmão, um tio se virem obrigados a fazer justiça pelas próprias mãos, já têm a vida facilitada:
Estrangulada ou degolada a prevaricadora, só terão o trabalho de a enterrar ou atirar para um poço.
Como não tinha existência legal, o crime nunca existiu.
E o governo Turco sai branqueado nas estatísticas sobre criminalidade.

É apenas uma questão CULTURAL.

TLIM

sábado, dezembro 02, 2006

TRAUMATISMO PECULIAR

Embora esta não seja uma notícia "de última hora", não deixa de ser uma curiosidade.

TLIM

sexta-feira, dezembro 01, 2006

PRIMEIRO DE DEZEMBRO



Um Dia Mundial precisa apagar
um Dia Nacional?

TLIM







FALTA DE CRIATIVIDADE

Já toda a Imprensa se referiu ao novo brinquedo que está a ser campeão de vendas, na Venezuela: O CHAVECITO.
Assim uma espécie de "Action Man", mas com cabeça de Hugo Chávez.
Inclusivamente, vem acompanhado de varios extras de guarda-roupa, para os meninos e meninas se entreterem a mudar, desde que os papás estejam na disposição de gastar uns dinheirinhos extra.
O boneco canta o Hino Nacional, discursa sobre o país e custa entre 15.000 e 70.000 Bolívares.
O equivalente a 6 e 26 Euros, o que indica que deve ter sido "made in China".
Há uma versão insuflável do estilo "sempre em pé", a que chamaram EL PORFIADO (o teimoso).

É triste ver a nossa falta de iniciativa, comparada com a da Venezuela.
É só Floribellas, Noddies e outras palermices semelhantes.

Um "JOSÈZITO" teimoso, de cabelinho curto e grisalho, com equipamento desportivo próprio para correr, para esquiar, para ir a congressos ou com máscara especial para assistir a experiências co-incineradoras, iria ser um fabuloso êxito de vendas, neste Natal.
A grande maioria de Papás Portugueses iria logo, a correr, comprar vários, para oferecer aos seus meninos, exactamente dentro do mesmo espírito com que lhes compra comboiozinhos eléctricos ou "playstations":
Para também eles brincarem, tanto ou mais que os petizes.
As criancinhas entretinham-se a vestir e despir os bonecos e a simular cenas de acção.

Os paizinhos, era mais a torcer e a arrancar-lhes a cabeça.

TLIM