3 Ecos da Falésia: Novembro 2006

quarta-feira, novembro 29, 2006

DIZ QUE É UMA ESPÉCIE DE BOMBISTA


O cavalheiro que surge, nestas duas imagens, é o mesmo, embora possa não parecer.
Na capa da FOCUS, ostenta uma pose à Paulo Coelho.
No seu gabinete de magias negras, veste a pele de "SÔ ZÉ".

Esta fascinante criatura, dotada de um notável poder de imaginação, tem, tanto quanto se sabe, vivido uma vida plena de experiências emocionantes.
Já foi:
Militar, operacional dos CODECO (Comandos de Defesa do Continente).
Guarda Costas de Freitas do Amaral.
Detective Privado.
Inventor.
Vidente, sob o nome de "Sô Zé".
Segurança na Universidade Moderna.
Convertido ao Islamismo.

Desta última vez em que a Polícia lhe deitou a luva, por posse ilegal de armas, tinha ele andado, também, a espalhar ossadas e caveiras, junto das instalações da SIC ( isto ainda deve ter alguma relação como meu post anterior). Ao mesmo tempo, ia fazendo telefonemas ameaçadores para os trabalhadores da Estação.
Recentemente, tinha-se apresentado na Procuradoria Geral da República, vestido de árabe, ameaçando fazer-se explodir.
Cá ficamos à espera de algum Reality Show, onde ele apareça a explicar a razão destes procedimentos. Talvez, quem sabe, no próximo Herman Sic.

Pois assim que se apanhou, de novo, em liberdade, horas depois, foi a correr dar uma entrevista à FOCUS, contando histórias da carochinha, sobre a bomba que ele diz que fez e que não era para matar Sá Carneiro e Amaro da Costa, mas que alguém modificou, para matar Sá Carneiro e Amaro da Costa.
Perceberam?
Se forem ler a reportagem da FOCUS, vão perceber que:
1 - A FOCUS é uma revista bastante manhosa.
2 - Toda a entrevista não tem ponta por onde se lhe pegue.

Depois de mais de duas décadas de investigações (?) e Comissões Parlamentares, a ilustrar a espécie de Justiça com que podemos contar, só faltava vir agora este, sabe-se lá porquê, a descredibilizar, ainda mais, um Processo morto e enterrado, para nossa grande vergonha.

O "Sô Zé", para além de Página na Internet ( www.soze.com.pt/apresentacao.html , "damos consultas à distância"), arranjou, com tudo isto, uma publicidade de se lhe tirar o chapéu.
E eu nem levo nada pela divulgação.

José Esteves, por José Esteves, era bem mais credível aquele outro, comentador de futebóis, amante do tinto e da Graciete e autor do " Bamos lá, Cambada".

TLIM

terça-feira, novembro 28, 2006

É JÁ NA SEXTA-FEIRA

Diga-se, em abono da verdade, que os (as) telespectadores (as), amantes do paranormal, estavam bastante mal servidos.
Só havia, para escolha, muito pouca coisita, a saber:
Uma vidente, em cada Programa da Manhã, nos TRÊS canais nacionais.
Os senhores Bispos da TV RECORD / IURD e suas curas em directo.
O canal INFINITO (" abra sua mente").
Alguns programas do DISCOVERY.
Uma novela da TVI (TEMPO DE VIVER), onde diz que um menino tem premonições.
Outra novela no início das tardes da SIC - O PROFETA -" porque este horário já merecia uma novela assim".

Se calhar está a escapar-me alguma coisa mas esta oferta de produtos virados para o esoterismo era paupérrima, como, decerto, todos concordarão.
Assim e para satisfazer as exigências da clientela, é, já, na próxima Sexta-Feira, que a SIC irá estrear (salvo alguma imprevista contra-programação), a emocionante Série ENTRE VIDAS:
"Episódios da vida de Melinda Gordon (parente do Flash?), uma jovem que nasceu com capacidade de comunicar com espíritos de pessoas mortas que precisam da sua ajuda para poder resolver problemas inacabados com os vivos".

Agora, só duas coisinhas:
Em primeiro lugar, uma série, com o gabarito que esta terá, deveria, forçosamente, ser dobrada em Português, para melhor chegar ao público a que se destina.

Em segundo, que diabo anda a fazer José Sócrates, que ainda não contratou a pequena para fazer parte do seu Gabinete?

TLIM

segunda-feira, novembro 27, 2006

PROCEDIMENTOS TUGAS

Perto das 7 horas da manhã, este carro circulou pela linha de Metro do Porto. Vinha do lado de Gaia, atravessou a Ponte D.Luís e só parou, 1 km à frente, dentro do Túnel da Avenida dos Aliados.
Parece que esta foi a 5ª ocorrência, do género, a ter lugar, desde que o Metro foi, ali, inaugurado.
A penúltima tinha acontecido, justamente, um dia antes.

Também nas Auto- estradas, procedimentos deste tipo, estão a tornar-se recorrentes, como é o caso de várias situações de contra-mão.
Não parece lícito atirar para cima dos " idosos", a responsabilidade da maior parte destes casos, como as notícias costumam fazer questão de salientar.
Nem há prevalência de um ou de outro sexo, no total de situações detectadas.
Daí que, das duas, uma:
Ou há graves deficiências na sinalização, ou graves deficiências nos condutores.

Aqui, eu ponho-me a matutar e tardo na conclusões.
Há Portugueses que agem assim porque:

A - São muito distraídos?
B - Gostam de emborcar, antes de pôrem as mãos num volante?
C - Vêem mal, mas não gostam de usar óculos?
D - A Carta saíu-lhes nalguma rifa?
E - Pensam: Enganei-me, que se lixe?
F - Pertencem à ala dos "Domingueiros"?
G - São uns grandes grunhos?

Nem sei que diga.

TLIM

domingo, novembro 26, 2006

SINAL DOS TEMPOS

Já não se fazem, mais, homens, como antigamente.
Agora, o novo James Bond, em vez de ser um dominador, passou, vergonhosamente, a dominado.

Peço desculpa por voltar a trazer o tema à baila, mas isto é muitíssimo importante, para se entender a decisão da passeata dos militares, na Baixa.

Exemplos destes, só podem levar os militares a conformarem-se com passeios inócuos, de mãozinha dada, com as mulheres e as namoradas e, quando Deus quer, até se dispuseram a ir para a rua, ùnicamente, porque elas os obrigaram.
Provavelmente, antes de saír de casa, não deverão ter-se esquecido de espalhar, no rosto, o cremezinho hidratante, com factor de protecção solar.
Digo eu.

TLIM

sexta-feira, novembro 24, 2006

MAUS PRENÚNCIOS

Totalmente imprevisível, era esta notícia, sobre o inflaccionamento de custos do nosso, tão ansiado, novo aeroporto - pensarão quase todos os Portugueses, ao olharem a 1ª página do "PÚBLICO" de hoje.

E, depois, aquela sombria figura, logo ali, ao lado, o anunciado regresso ao estilo "antigo, frio e brutal"...
Não sei, não sei.

Isto não é nenhum exemplo, recomendável, para o nosso ingénuo Primeiro Ministro.

TLIM

quarta-feira, novembro 22, 2006

DESCUBRA AS 8 DIFERENÇAS



ENTRE:
A - O PROGRAMA POLIS DE
VIANA DO CASTELO.

B- O PROGRAMA POLIS DA COVILHÃ:

A - A foto da esquerda é do Prédio Coutinho, situado emViana do Castelo.

B - A foto da direita pertence à Torre de Sto. António, situada na Covilhã.

A - O arquitecto do Prédio Coutinho nunca teve membros, da sua família, a integrarem qualquer Governo.

B - O arquitecto da Torre de Sto. António tem um familiar entre os membros do actual Governo.

A - O Prédio Coutinho tem 13 andares, todos habitados, até a Viana Polis ter avançado para a posse administrativa do imóvel.

B - A Torre de Sto. António tem 30 andares e nunca foi habitada.

A - O Prédio Coutinho está em perfeito estado de conservação.

B - A Torre de Sto. António está em avançado estado de degradação, especialmente no seu interior.

A - O Prédio Coutinho foi terminado há 31 anos.

B - A Torre de Sto. António está, há 30 anos, por acabar.

A - O Prédio Coutinho é considerado, pela Câmara Municipal de Viana do Castelo, um mamarracho a abater.

B - A Torre de Sto. António é considerada, pela Câmara Municipal da Covilhã, uma obra a preservar.

A - O Prédio Coutinho será demolido, piso a piso, pela mesma empresa que fez implodir as Torres de Troia.

B - O projecto de restauro da Torre de Sto. António vai ser feito pelo arquitecto que a concebeu, Fernando Pinto de Sousa, Pai de José Sócrates.

A - A demolição do Prédio Coutinho vai custar mais que uma pipa de massa.

B - A reabilitação da Torre de Sto. António vai custar para cima de um balúrdio.

Para ambas as obras, não existe escassez de meios financeiros. Graças a Deus.

TLIM

terça-feira, novembro 21, 2006

UM JAMES BOND DE TRAZER POR CASA



Bem costuma dizer a mulher a dias, que lava a escada cá do prédio: -"Este mundo está perdido".
E não é que está, mesmo?
Isto é lá James Bond que se apresente?
Os seleccionadores da "Eon productions", sejam eles quem forem, deviam estar com um"grãozinho na asa", ao escolher este choninhas, entre 200 candidatos, para o papel do mítico agente (pouco) secreto.
O homem, tenham santa paciência, só pode vir a encarnar um 007 - casca grossa, ou seja: Exactamente o contrário do que seria expectável.
Nem ele se deve sentir à vontade, dentro dum smoking. Está mais para fato macaco.
Para vestir a pele de um qualquer mecânico, canalizador, polícia Ucraniano, talhante, vendedor ambulante de cachorros quentes, serial killer, jardineiro, engraxador, motorista de táxi (mesmo sem ser no país de Sua Magestade), pintor de paredes, estivador, técnico da TV Cabo lá do Reino, distribuidor de publicidade, porteiro, barman, guarda-costas do Príncipe Carlos, segurança de discoteca, trabalhador ilegal da construção civil, guarda prisional, varredor de ruas, maquinista de comboios, sinaleiro, revisor do Metro, tratador de animais no Zoo de Londres, carteiro, caixa de super mercado, estafeta, mineiro, traficante de armas, toxico-dependente, pilha galinhas, soldado Britânico no Afeganistão, estudante de Belas Artes pouco inspirado, gay assumido, vítima de violência doméstica, cabeleireiro de senhoras, arrumador de carros, sem abrigo, homem-estátua, you name it.
Tudo o que um grande canastrão possa interpretar.
Tudo, tudo, MENOS um James Bond.
Cruzes, canhoto!!!
TLIM

DESAFIO À GRAMÁTICA

Na frase que se segue, deverão ser colocados: Um ponto e duas vírgulas, para que fique a fazer sentido.

MARIA TOMA BANHO PORQUE SUA MÃE DISSE ELA PASSE A TOALHA.

A resposta segue, dentro de momentos, nos comentários.

TLIM

domingo, novembro 19, 2006

VIAJAR DE AVIÃO

Frase do polícia de serviço: - "NÃO, cavalheiro. não pode colocar, outra vez, a sua dentadura. Só depois de aterrar em Londres".

Pelo caminho que as coisas levam...

TLIM

SALA 2 - "DOIS PERDIDOS NUMA NOITE SUJA"


Ontem à noite, a "2" passou um filme Brasileiro - "Dois Perdidos Numa Noite Suja"- muito bem realizado e magnìficamente interpretado por Deborah Falabella e Roberto Bontempo. Ambos premiados no Festival de Brasília, bem como respectivo realizador - José Joffili. Prémio, também, para o melhor argumento e aqui já algumas dúvidas me ficaram:
O argumento mais não é do que um, quase, remake de " O Cowboy da Meia Noite" de John Schlesinger, de 1969 e que arrebatou vários Óscares, nesse ano.
Curiosamente, veja-se a tradução desse título, no Brasil e compare-se com o desta película, realizada em 2002.
Todo o ambiente e as duas personagens, são, em tudo, semelhantes, às de Schlesinger, com uma excelente Deborah ( Paco) a viver o papel do magnífico Dustin Hoffman (Ratso).
Salvas as diferenças de sexo e nacionalidade, toda a sordidez do ambiente é a mesma, com um intervalo de 33 anos, tempo que separa as duas realizações.
Até a decisão, desesperada, de angariar uma boa maquia, como solução última, é a mesma:
A agressão brutal, a um "cliente" da prostituição.
Se bem que o final de "Ratso" fosse bem mais pungente e, verdadeiramente inesquecível.
Mas, contas feitas, nos dias de hoje, parece que já nada de novo restou, para criar.
São os remakes de velhos filmes. As colectâneas de conhecidos êxitos musicais. O ressuscitar de antigas telenovelas, com novas roupagens.

Quanto a programas recreativos de Televisão, também não é preciso puxar pelas meninges:
A ENDEMOL faz a papinha toda:
É só abrir o pacote e servir, aos preguiçosos Directores de Programas, da Europa inteira.
E depois, ainda alguém se admira com os plágios, atribuídos a certas figuras?

Será que existe alguma espécie de relação entre tudo isto e o aumento acelerado da obesidade nos povos ocidentais, que parecem estar, hoje, mais interessados em comer e beber, do que em aplicarem-se a fazer funcionar a imaginação?

TLIM


















sexta-feira, novembro 17, 2006

PEDRO E O LOBO

Quem pensou ver, no título deste post, alguma relação com um livro, saído esta semana, ficará desapontado.
Acontece que o serviço ADSL tem sido pior que Deus me livre e poucas as oportunidades de aceder ao Blogger. Assim, alguns temas foram perdendo alguma actualidade.
Um deles estava, de certa forma, relacionado com o último "Prós e Contras" e com o que ali foi abordado:
Concretamente, as doenças emergentes, algumas que resultam do chamado "Aquecimento Global", outras da mudança de hábitos e suas consequências na saúde dos Portugueses.

Embora não por esta ordem, foram nomeadas:
A Tuberculose, a Doença de Parkinson, a de Alzheimer, a Diarreia, a Diabetes, a Obesidade, a Depressão, o HIV, a Malária, a Febre do Dengue, a Cólera e, até, a Febre de Marburg.

Estive, durante todo o programa, de orelha bem atenta, à espera do que iriam dizer sobre o actual estado de coisas, quanto à celebérrima Gripe das Aves e à, anteriormente propalada, pandemia:
Rigorosamente, NADA: Nem uma só palavra, não obstante, na peça que antecedeu o debate, tivessem surgido, muito a fugir, breves imagens de um abate de patos.
Fiquei, obviamente, surpresa, lembrando-me de quanto nos tinham matraqueado o juízo, com um alarmismo imparável, há menos de um ano.
Nessa altura, todos os dias e a toda a hora, multiplicavam-se as notícias, profetizando uma catastrófica pandemia, acompanhadas de constantes imagens de múltiplos "holocaustos" em aviários, por esse mundo fora.
O DIÁRIO DAS BEIRAS, de 15 de Novembro de 2005, por exemplo, trazia, escarrapachada, em primeira página, a manchete:
"PREVISTAS 376 MORTES, NO DISTRITO DE COIMBRA".
Não eram 375, nem 377, mas, exactamente, 376. Cálculo feito com tal precisão, que nos deixou, a todos, maravilhados.

E vieram as proibições de manter aves domésticas, ao ar livre, foram as as câmaras atrás de cada pombo que caísse morto, na calçada, as dúvidas sobre comer ou não comer carne de aves ou ovos, foi a obcessão, o alvoroço elevado ao seu expoente máximo, meses a fio.
O Natal de 2005 viu desaparecer, de muitas mesas familiares, o tradicional perú, substiuído, à última hora, por lombo de porco ou cabrito assado.
Enquanto TAMIFLUS e drogas quejandas tiveram vendas exponenciadas, por esse mundo de Deus.
Passou o Verão, as avezinhas que tinham vindo passar férias a Portugal, lá fizeram as malas e abalaram, sem serem forçadas a experimentar as vicissitudes do nosso Sistema Nacional de Saúde.
E o , regressado ao Outono, com algumas memórias confusas, ainda a pairar na sua mal informada cabecinha, fez esgotar, nas farmácias, o stock de vacinas contra a vulgar gripe sasonal.
Idosos e pessoas com imuno-deficiências, que se lixassem.
Belo serviço e belas confusões.

Mas, então, vamos lá a saber:
A famosa, a temível, a aterrorizante nova Peste, por onde anda, tão caladinha, que, agora ninguém ouve falar nela?
Terá sido vencida pela guerra declarada pela Indústria Farmacêutica, ou estará, outra vez emboscada, já ali adiante, à espera para atacar de surpresa?

É o chamado silêncio ensurdecedor.

TLIM

quarta-feira, novembro 15, 2006

HOLANDA: A VINGANÇA

Ouvido hoje, no programa "OPINIÃO PÚBLICA"- SIC NOTÍCIAS:
- "Há trabalhadores portugueses emigrados na Holanda que estão a ser vítimas de vingança, porque o BARCO DO ABORTO foi impedido de desembarcar em Portugal!"

Ainda não tínhamos percebido.
Mas ainda bem que houve alguém, com lucidez suficiente, para pôr os pontos nos is.

TLIM

sábado, novembro 11, 2006

PÊ ÉSSE, PÊ ÉSSE, PÊ ÉSSE!

Hoje, nós almoçámos PS, lanchámos PS, jantamos PS e haveremos de cear PS.

Jorge Coelho, no seu melhor estilo comicieiro e à beira de uma apoplexia, gritava a plenos pumões:
- SÓCRATES, VAI EM FRENTE
TENS AQUI A TUA GENTE!

Seguido do Menino Joãozinho, que, com a elegância que lhe é tão peculiar, bradava:
- QUANTO MAIS A LUTA AQUECE
MAIS ESTAMOS COM O PS!

Na plateia, numeroso grupo, entoava uma versão ligeiramente diferente:
- QUANTO MAIS ME FAVORECE
MAIS EU ESTOU COM O PS!

E, lá ao fundo, uma multidão de escolhidos, ia trauteando, compassadamente, mas em voz baixa:
- SE CONSERVAR ESTE TACHO
PELO PS ATÉ ME AGACHO.

Apesar de o rosto do Líder parecer um pouco fatigado, a necessitar duma ampola "flash" (efeito tensor imediato), lá bem no íntimo, só podia estar radiante com a sua performance:
Toda aquela gentinha a gritar na rua e as sondagens a subir!

Se, na próxima edição, a SIC incluír políticos, na atribuição dos seus Globos de Ouro, todos sabemos quem arrebatará o de "Melhor Interpretação Masculina".

Com todo o merecimento, aliás.

TLIM

sexta-feira, novembro 10, 2006

INGRATAS


TLIM


quinta-feira, novembro 09, 2006

SANEAR O PAI NATAL

Segundo os jornais de hoje, Hugo Chávez, o sempre bem humorado presidente da Venezuela, veio dar mais um arzinho da sua graça e espírito democrático de bom cristão, ao proibir toda e qualquer imagem do barrigudo Pai Natal, renas, pinheiros enfeitados, ou botinhas vermelhas, em qualquer local público, lojas, escritórios, ou mesmo no aconchego do lar de cada um.

Sabendo-se, como se sabe, das negociatas obscenas desta figura com a Coca Cola e como ambas, a exemplo de tudo o que vem dos States, exalam aquele terrível cheiro a enxofre, pode dizer-se que foi uma medida higiénica.
Esteve bem o presidente.
O Natal só deve ter presèpiozinhos, canções do folclore local e devem comer-se, apenas, pratos da cozinha regional Venezuelana, tal como as "hallacas", que não sabemos, exactamente, o que são, mas se o Senhor Presidente recomenda, é porque é bom.
Não sei porquê, isto fez-me lembrar os nossos antigos Natais, do tempo da outra senhora, em que também só se montavam presépios e Coca Cola, nem cheirá-la.
Partidas que a memória nos prega.
Bom.
Agora os tempos são outros, mas eu aconselhava o Senhor Presidente da Câmara de Lisboa a pôr os olhos no bom exemplo que chega da Venezuela e a criar uma Portaria qualquer, que visasse impedir a invasão de Pais Natal insufláveis, made in Cina, pendurados das janelas e varandas dos nossos prédios.
A bem da higiene visual.

TLIM

segunda-feira, novembro 06, 2006

SENTENÇA

Parece que o condenado terá, alegadamente, preferido a fôrca.

TLIM

sábado, novembro 04, 2006

RECEITAS DE COZINHA INTERNACIONAL

RECEITA APRESENTADA, DIARIAMENTE, NA RTP, POR MESTRE MALATO:

Selecciona-se um bom pedaço de asno ( se fôr asna é mais tenrinha, presta-se melhor à confecção), reservando uma boa quantidade de outros pedaços, em cima da banca, à espera de irem ao lume.
Sacode-se, prèviamente o pedaço escolhido, para deixar saír alguns sonhos que traga no interior.
Coloca-se, a seguir, num recipiente próprio para ir ao lume ( pode ser frigideira em forma de cadeira desconfortável, que é o indicado nestas receitas), começando por regá-lo (a) com perguntas fáceis.
Envolve-se, lentamente, muito lentamente, em sorrisos brejeiros, confidências familiares, risadas incontroláveis, alusões gastronómicas e piadas com barbas.
Tempera-se com dois ou três elogios.
Deixa-se ir fritando em lume bem brando, virando de um e de outro lado.
Se o pedaço fôr largando môlho ( leia-se: se for correspondendo às indicações imperceptíveis do cozinheiro), o tempo de preparação é mais longo, nunca ultrapassando, porém, duas ou três sessões.
A alguns dos outros pedaços, acontece, frequentemente, irem ficando fora do prazo de validade, tendo de ser deitados para o lixo.
Aproximando-se o fim da cozedura, vai-se mexendo, cada vez mais rapidamente e aumenta-se a temperatura do fogão.
Se o pedaço esturrar, ficando escuro e agarrado ao fundo da frigideira, terá de ser deitado fora, escolhendo-se outro e retomando os procedimentos indicados previamente.
Atingindo-se o ponto desejado, retira-se, entusiasticamente, do lume e serve-se quente, acompanhado de bastantes palmas e sorrisos crédulos.

Obs: Existem certos espectadores destas sessões culinárias que ficam com a sensação de a receita terá sido alterada, à última hora.

TLIM

sexta-feira, novembro 03, 2006

O PLANO DO SNS

Com o encerramento de mais uma maternidade, agora a da Figueira da Foz, começa, finalmente, a fazer-se luz sobre o plano do Serviço Nacional de Saúde, que contempla três fases:

1ª Fase:
Vai-se fechando, paulatinamente, grande parte das Unidades de Saúde e Maternidades, por todo o país.

2ª Fase.
Aponta-se no sentido da Liberalização do Aborto, destinando-se as camas ainda existentes, às pobrezinhas que decidirem tomar essa opção ( que as ricas, já a Dra. Edite Estrela descobriu onde vão).
Não se sabe, ainda, se, caso seja exigida hospitalização, estarão isentas da taxa moderadora, o que seria, èticamente, recomendável.
Em caso de falta de lugar nos Hospitais Públicos, o Governo custeará os serviços em Clínicas Privadas.

3ª Fase:
É, agora, a vez dos doentes ricos que sofram de cancro ou outras doenças a requerer cirurgia, se dirigirem a Badajoz ou a Londres, se tiverem pressa.
_______________________________

Relativamente aos doentes pobrezinhos que pretendam operar-se, mas não tenham em mente fazer um aborto, é que ainda não se sabe bem, qual vai ser o procedimento.

Mas podemos estar certos de que o Senhor Ministro nunca os deixará ficar mal.
Em última instância, cria-se um FAEF ( Fundo de Apoio Especial a Funerais), acompanhado de novo e inevitável aumento nos Impostos.

TLIM