3 Ecos da Falésia: Abril 2007

segunda-feira, abril 30, 2007

A NOSSA PITORESCA CAPITAL





Lisboa tem uma frente para o Tejo de cerca de 13 quilómetros, diz Miguel Sousa Tavares.
Segundo parece, a Administração do Porto de Lisboa tem os gulosos olhos postos em Santa Apolónia, onde tenciona enveredar pelos compensadores negócios imobiliários e construír, à beira-rio, um mostrengo de betão com 8 metros de altura por 600 de comprimento, destinado a terminal de passageiros de paquetes.
Centrozinho comercial incluído, como é obrigatório.
.
Enquanto se fazem estudos e planos para o mamarracho, outros resolveram ocupar, turìsticamente, outra frente de rio, agora que o calor se aproxima.
O Padrão dos Descobrimentos está já rodeado de inúmeras caravanas, marcando lugar para o período estival.
Mas não se pense que foram só os tugas a avançar.
Também por lá andam ilustres turistas de outros países, deliciados com a permissividade que lhes consente fazerem férias em zona nobre, a troco de nada.
.
Apesar de uns tímidos avisos, proibindo pernoitar, parece existir, neste particular, um daqueles vazios na lei, que já se vão tornando demasiado rotineiros.
E o campista aproveita. Se os outros o fazem...
Um dia veio a polícia e pediu-lhes para retirarem, a fim de se proceder a umas filmagens.
O pessoal afastou-se em boa ordem.
À noite voltou.
Para fazer as suas sardinhadas ou assar as bifanas, à beira-rio.
E adormecer com o cheirinho da maré baixa.
As taínhas que por ali nadam, já foram chamar os tios , as primas e os amigos, que, volta e meia, lá vem balde de petiscos, em forma de despejo.
.
Ora, enquanto se tapa e não tapa a lacuna da lei (ou como diz o ditado,"enquanto o pau vai e vem...") talvez não fosse má ideia colmatar a ocupação da zona com umas roulottes de farturas, uns carrinhos de pipocas, uns tantos contentores expondo produtos contrafeitos, uns romenos de dentinho de ouro e criancinha à ilharga, a vender o Borda d´Água, enfim:
É só pensar num filme de Kusturika e pôr a imaginação a funcionar.
.
Tudo em prol do pitoresco da nossa cosmopolita capital.

.
.
.

domingo, abril 29, 2007

OS SUSPEITOS DO COSTUME




A um Rottweiler português está a contecer mais ou menos o mesmo do que a um indivíduo de raça negra, apanhado em rusga policial, nalguns estados americanos:
Na dúvida, o veredicto é, à partida, "culpado".
E depois logo se vê.
.
A agência de informações, que distribui as notícias pelos Órgãos de Comunicação Social, atira cá para fora com "novo ataque de cão a uma mulher" e vai tudo a correr noticiar que se trata de um Rottweiler, que é o que está a dar.
Honra seja feita à SIC, que se informou melhor.
.
Na dúvida, o melhor seria anunciar que se tratava de "CÃO DE RAÇA".
Não se arriscavam a errar tão canhestramente e, na cabecinha do público amante de coisas mórbidas e sensacionalistas, formava-se logo a ideia do animal GRANDE, CARO, PERIGOSO e QUE ESTÁ NA MODA.
A ameaça que pode estar, já ali, ao virar da esquina.
Iam imaginar exactamente o que estava insinuado na notícia e evitavam-se as correcções a posteriori
.
Acresce ainda um pequeno pormenor:
Tal como o humano, acima referido, o Rottweiler tem uma característica que não inspira, por assim dizer, grande confiança:
É preto.
.
.
.

sábado, abril 28, 2007

NAS CORNAS II


Mais uma foto onde pode ver-se, à esquerda do filósofo barbudo, a menina que "levou nas cornas".
Reportagem completa, aqui.
.
.
.

sexta-feira, abril 27, 2007

NAS CORNAS



Um jovem de bom aspecto, com os olhos rasos de água e uma pequena indignada com a brutalidade policial.
Duas imagens a ilustrar o fim de festa das comemorações libertárias dum grupo de pretensos anarquistas, virados para uns festejos mais à bruta.
.
Eram cerca de 50 meninos, vindos da Avenida da Liberdade e cheios de boas intenções para ir saudar quem estivesse na sede do PNR, na Rua da Prata.
Pelo caminho, entusiasmaram-se e foram atirando uns sacos de tinta encarnada pelo que estivesse mais á mão.
Verduras da juventude.
E é nestas alturas que sempre aparece um desmancha prazeres a chamar a polícia e a estragar a festa.
As coisas tornam-se desagradáveis, com a rapaziada a dar e a levar uns encontrões dos agentes do Corpo de Intervenção da PSP. 11 deles são detidos, enquanto 5 agentes e 2 manifestantes vão receber tratamento hospitalar.
Vantagem de 3 pontos para os mais novos, embora lhes tenham confiscado os brinquedos que levavam ( três cocktails molotov, 26 barras de ferro de andaime, 21 paus de bandeira, 1 barra de aço inox e umas soqueiras).
O que já constitui um certo prejuízo.
.
Restituídos à liberdade, queixaram-se amargamente da brutalidade dos agentes da ordem.
A menina da foto (com pronúncia de país de Leste) argumentava vivamente com uma transeunte, acerca da carga poicial:
-"Senhora não sabe que está falar! Eu estava lá o tempo todo. E eu levei nas cornas. Mesmo nas cornas!"
.
Não se faz.
Eu, se fosse à menina, no próximo dia 1 de Maio também não me iria aproximar de outra auspiciosa manifestação convocada pelos briosos rapazes do PNR.
Não é por nada. Mas se eles se dão conta da sua pronúncia, pode acontecer que acabe a levar ainda mais "nas cornas".
Digo eu.
.
.
.

quinta-feira, abril 26, 2007

BLOGS QUE ME FAZEM PENSAR-II


Posta perante mais uma nomeação gentilmente anunciada por A:LEITÂO do blog Fotos do Tempo, mais não me resta do que proceder a nova lista de blogs que me fazem pensar.
Desta vez o critério abrange estilos diferentes e estou certíssima de que cada nomeado(a) irá ficar muito pouco surpreendido(a), já que todos sabem o que valem.
.
Vá lá, gente.
Preparados?
.
Por ordem alfabética:
CAFÉ DA INSÓNIA
NÚVENS SOBRE O ATLÂNTICO
O CHEIRO DA ILHA
POETAEUSOU
VIAGENS PELO OESTE
.
Gosto muito de todos eles.
Quando era pequenina, nunca respondia quando me perguntavam se gostava mais do papá ou da mamã.
Hoje, para lá de crescidinha, continuo a não gostar de estabelecer grandes diferenças entre aqueles de quem gosto.
E na blogosfera, os autores destes blogs têm-me proporcionado momentos de evasão, extremamente agradáveis.
Como alguns já sabem, cada blogger nomeado deverá (se a isso estiver disposto), nomear, por sua vez, outros 5 blogs que "o(a)fazem pensar", justificando os motivos da sua escolha.
Há quem não goste de tomar parte em "cadeias", pelo que cada qual deverá sentir-se à vontade para não o fazer, caso a ideia não lhe agrade.
Mandam as regras que se copie o "logo" para a margem direita do blog (coisa que eu ainda vou conseguir, depois de muito esforço) e se avise cada um dos nomeados que, por sua vez as publicará, ao divulgar a respectiva lista de escolhidos.
.
Mesmo para quem não gosta das citadas "cadeias" ter uma nomeação significa que alguém aprecia o que fazemos e isso é sempre gratificante.
.
É a vossa vez.
.
.
.

quarta-feira, abril 25, 2007

FORÇA AÉREA EQUIPA-SE


Convenhamos:
Já não se fazem mais militares como antigamente
.

.
.
.

terça-feira, abril 24, 2007

UMA GUERRA DE TRAMPA



Chega uma mãe, pela manhã, ao infantário onde deixa diariamente o seu bebé e ao aproximar-se, já tem de ir de mão no nariz.
Dirige-se à porta e não acredita.
Há excrementos humanos espalhados nas paredes, no chão, nos vidros.
.
Ocasião perdida pelo repórter que lá não estava, para perguntar à nauseada mãe:
-"O QUE SENTE?"
Quem diz nauseada mãe, poderia dizer nauseada educadora de infância, nauseada auxiliar de educação, nauseada criança.
.
Há uns meses atrás, a surpresa tinha sido de outro género, completamente diferente.
Uma bomba de fabrico artesanal, com telefonema prévio, para ninguém se magoar.
Veio a brigada de minas e armadilhas da PSP e fê-la detonar.
.
Motivos:
Os moradores do bairro dos Lóios andam em litígio com o engenheiro Vasco Canto Moniz, administrador da Fundação D. Pedro IV, sob cuja tutela estão alguns bairros sociais, nomeadamente este da zona de Chelas.
A revolta dos moradores prende-se com os exageradíssimos aumentos de rendas decretados arbitràriamente pelo senhor engenheiro.
Além disso, foi num dos prédios desse bairro que se verificou um grave acidente:
Um rapaz caíu no poço dum elevador, da altura dum 4ºandar e continua em estado crítico, no Hospital de S.José.
Não consta que os escritórios da Otis, empresa responsável pela segurança do ascensor, tivessem sofrido vandalização.
.
A guerra é com o engenheiro. Que se comporta como um pequeno Hítler e é odiado por todos, dentro e fora da Fundação.
Queixam-se os moradores dos bairros sociais, queixam-se os pais cujos filhos fequentam o infantário, queixa-se todo o pessoal que ali trabalha, as denúncias apresentadas contra a personagem, são umas atrás das outras.
Só que o senhor engenheiro tem o Dr. Ricardo Sá Fernandes a aconselhá-lo, além de óptimas relações políticas que funcionam como escudo invisível e impedem que ele seja destituído.
.
Quanto ao grupo de moradores mais activos dos Lóios, já que têm cérebros formados por matéria fecal, teriam estado bem melhor se fizessem uma espera ao senhor engenheiro, ali ao virar da esquina e lhe despejassem em cima o que espalharam nas paredes do infantário.
Teriam poupado quem está inocente de malfeitorias e agiriam com maior frontalidade.
.
Poderia até ter sido considerado serviço público.
Assim é que não.
.
.

segunda-feira, abril 23, 2007

BLOGUES QUE ME FAZEM PENSAR



Parece que os posts escritos neste blog terão feito pensar (umas vezes bem, outras mal, certamente) pelo menos duas cabeças da nossa blogosfera. Bem hajam, pelo estímulo, ao decidirem atribuir-me um "Thinking Blogger Award".
.
Mandam as regras que eu coloque o logotipo correspondente na barra lateral direita deste blog.
Mas aqui é que a porca torce o rabo.
Com certo desgosto, tenho de confessar a minha natural impreparação para me mexer, à vontade, no meio desta parafernália que são os templates.
Conseguir colocar alguns dos meus links na margem do blog, custou-me o pousar a cabeça na almofada, por volta das 4 da matina.
E, a bem dizer, a minha vida não é só isto. Outros deveres me chamam.
A completar o quadro, as olheiras, hoje, obrigam -me a usar óculos escuros.
E o logo na margem?
Rotundo falhanço. I'm hopeless. A Maria e o Poeta façam o favor de desculpar-me.
Não estive à altura de corresponder às vossas expectativas, neste particular:
1ªregra infringida.
.
E como já sabem do que a casa gasta, imediatamente me lancei a infringir a segunda:
Em vez de um, resolvi colocar DOIS awards aqui no post.
Ora, se me foram atribuídos, tenho direito à minha quota parte de ostentação, pensei eu.
Para mais, achei que ficava melhor a platina, em vez do ouro.
E a modéstia que se dane.
.
Vamos, então, passar à fase seguinte.
Cada nomeado deverá apresentar a sua lista dos 5 blogs que o(a) fazem pensar, revelando as razões da sua escolha.
Uma fotografia pode fazer-nos pensar, quando a olhamos?
Pode.
Fazer-nos pensar, fazer-nos recordar, fazer-nos sonhar, fazer-nos admirar.
Aqui, caberiam a Maria, de O cheiro da Ilha e o Poeta de Poetaeusou.
Mas se todos desatássemos a votar, em círculo, uns nos outros, isto não iria longe.
Assim mesmo, também não faço a menor ideia de onde irá parar.
.
The nominis are:
FOTOS DO TEMPO
DIAS COM ÁRVORES
SOLAS NA MESA
PORTO NORTE
FOTOBEN
.
Relativamente a todos eles, uma única razão:
O prazer que é, para mim, passar por cada uma daquelas fotografias e deter-me na beleza que captaram.
Cada um deles, estando disposto, deverá colocar o logotipo do THINKING BLOGGERS AWARD na barra direita lateral do seu blog e nomear outros cinco que, por algum motivo, o fazem pensar; justificando a escolha feita.
Deverá, também ir a cada um desses blogs, passar a informação.
E que ninguém se sinta constrangido, se o não quiser fazer...
.
Meus amigos, tive muito gosto.

Etiquetas: ,

domingo, abril 22, 2007

LACUNAS



Sùbitamente, a nossa Imprensa descobriu que andam a vender bebés na Net.
Como sempre, se a coisa se passa em algum país longínquo, tipo India ou Malawi, os nossos espíritos não se deixam inquietar.
Pior é quando a origem dessas notícias se aproxima da nossa porta.
Primeiro Espanha e agora, Portugal.
PORTUGAL?
.
No nosso país, o Código Penal tem umas certas "lacunas".
Quando se fala em venda de crianças, essa venda só é penalizável se se destinar a tráfico humano.
Sendo para "adopção", estão à vontade.
Como à vontade ficaram uns ciganos romenos que há cerca de ano e meio andavam. em certos locais de Lisboa, a vender cianças de colo.
Tendo sido uma dessas "vendedoras", presente a Juízo, foi posta em liberdade, graças às tais "lacunas na lei".
No dia seguinte já ninguém sabia dela e hoje, poucos se lembrarão do episódio.
.
Poderíamos, então perguntar:
E o canibalismo, tão longe dos nossos hábitos e da nossa cultura estará ele previsto no Código ou também se encontra protegido por alguma "lacuna"?
Se calhar um caso desses poderia, quando muito, ser enquadrado como "profanação de cadáver"...
O que me trouxe à lembrança o nosso ilustre visitante/asilado Sr.Bemba, cujas práticas alimentares deixaram muito a desejar, enquanto andou pintando a manta nos matos do Congo.
Ooops, peço desculpa e dobro já a língua:
Na República Democrática do Congo, assim é que é.
.
As palavras são como as cerejas e para não me afastar do tema de hoje, seria interessante saber, dada a semelhança entre os dois anúncios da agência OLX, como será o Código Penal em Espanha.
.
Mais uma acha para a fogueira dos que suspiram pelos tempos da outra senhora:
Que, aqui, têm uma certa razão.
Antigamente, era tudo muito menos complicado:
Não havia estas poucas vergonhas na Internet, mandavam-se vir os meninos de Paris e nem era preciso, sequer, gratificar a cegonha.
Ficava o assunto arrumado a contento das partes e COM DECÊNCIA.
.

quarta-feira, abril 18, 2007

NOVAS OPORTUNIDADES - aprender compensa

Como é sabido, criar uma campanha e proceder ao seu lançamento consome no geral vários meses.
Esta "NOVAS OPORTUNIDADES - aprender compensa" não poderia ter sido mais oportuna no momento de saír a público.
.
Claro que, como sempre, já há por aí umas vozes discordantes da forma como dizem ter sido menosprezadas algumas profissões.
Mas deixemos de lado esses velhos do Restelo e poisemos os olhos na página patrocinada pelos ministérios da Educação e do Trabalho e Solidariedade Social. (http://www.novasoportunidades.gov.pt/NovasOportunidades.aspx )
.
Num texto com a assinatura de José Sócrates, o que nos salta logo à vista?
Uma fotografia do Senhor Primeiro Ministro que parece dizer:
-"Aqui estou eu que subi na vida porque aprender compensa".
Ao lado, a palavra-chave: AMBIÇÃO.
.
E, mais abaixo, diz-se: "A solidez do processo de modernização do país depende essencialmente de vencermos a batalha da Qualificação. É aqui que temos que combater. É aqui que temos que vencer."
.
Deixando de lado a romântica nuance maoísta da frase, lá vem no seguimento:
"Temos de fazer mais, temos de fazer melhor, temos de fazer mais rápido."
.
É tempo de parar com esta onda negra de boatos e anedotas soezes, para nos debruçarmos sobre o que realmente está em causa.
Temos aqui alguém que empresta a sua imagem ´como símbolo de todos os requisitos indicados na campanha.
Um homem ambicioso. Rapidíssimo a aumentar o seu nível de qualificação, que considerava insuficiente. Audaz. Pioneiro em técnicas inovadoras de inscrição nos cursos, de comunicação com os professores, de execução de testes.
Manifestando uma notável auto-confiança, ao agarrar as oportunidades que o destino ia colocando à sua frente.
Combatendo, incansavelmente, a burocracia, o imobilismo.
Sem nunca esquecer a devoção pelo progenitor e o carinho nostálgico pelo local do seu início de vida professional - a Câmara Municipal da Covilhã - com a qual continua a manter um vínculo laboral, não obstante ter ascendido ao segundo posto mais importante do país.
.
Foram ou não foram, os autores da campanha, verdadeiros visionários?
Espero vê-los, já no próximo 10 de Junho, todos de medalhinha ao peito.
.
TLIM

segunda-feira, abril 16, 2007

A CANÇÃO DE LISBOA ( remake)

Recebida, num "emílio", não resisti a pô-la aqui.
.
TLIM

sábado, abril 14, 2007

MARICON

É bonitinho, sim senhor.
A sua imagem, vestido, ou como Nosso Senhor o pôs no mundo, continua a vender muitíssimo bem.
A imprensa mundial persegue-o no intuito de o fotografar e entrevistar.
Ouço dizer que também joga futebol.
Além de matar a cabeça a magicar no que há-de fazer ao dinheiro.
.
Nos intervalos, ainda tem uma bela mulher a quem é suposto prestar assistência.
Ora, porque carga de água, um homem saudável se vê na contingência de presentear a cara-metade com um prémio de consolação no valor de dois mihões de dólares?
.
A resposta só pode estar nas costas daquela camisola.
Tal como a ostentensiva exibição da dispendiosa oferta significará, certamente, o desejo de revelar ao mundo a sua nova "orientação".
.
Nada contra. Cada qual sabe as linhas com que se cose.
.
TLIM

sexta-feira, abril 13, 2007

A CARTA DE RICARDO *

CARTA AO SR. PRIMEIRO-MINISTRO
-
Caro sr. primeiro-ministro,
.
Apesar de não ter votado em si, sinto que somos quase almas gémeas.
Não admira: temos muito em comum. tal como o senhor, eu também não sou engenheiro.
Enfim, apenas uma das muitas características que partilhamos.
E é por isso, por por sentir que somos feitos da mesma massa, que me desgosta vê-lo metido em confusões. Esta história da Universidade Independente, em que ninguém percebe se, afinal, o senhor primeiro-ministro se licenciou ou não, é muito desagradável.
Imagino que tenha prometido aos seus pais que acabaria o curso e, agora, descobre-se que não o fez. Para si não será propriamente novidade fazer promessas que acaba por não cumprir, mas uma coisa é o povo português, outra é a família.
Não cumprir promessas feitas ao povo português durante a campanha eleitoral, normalmente, não tem consequências de maior, mas faltar ao prometido à mãe pode ter repercussões graves na vida de um político.
Sobretudo se esse político gostar que a mãe lhe leve um copinho de leite morno à cama.
"Enquanto não acabares o curso, acabam-se os miminhos", pode a mãe dizer.
Um argumento que se rebate com dificuldade, até porque discutir com a mãe é bem diferente de litigar com o Marques Mendes.
As mães são muito mais tesas.
Além do mais, é importante não esquecer que a mãe do sr. primeiro-ministro pode estar duplamente ressentida.
Como se não bastasse a vergonha de ter um filho primeiro-ministro, agora já nem pode dizer às amigas que, ao menos, o José é engenheiro.
No entanto, como em tudo, há um aspecto positivo no facto de o senhor primeiro ministro não ter concluído a licenciatura.
Há muito tempo que a nossa democracia não dava um sinal de vitalidade tão grande.
O senor é a prova de que qualquer um pode chegar ao segundo cargo mais importante do Estado: o nosso sistema político não discriminar ninguém por ter menos habilitações literárias.
Por outro lado, receio que este caso da Universidade Independente fique associado a si para sempre.
Até pelas semelhanças de estilo que existem, entre aquele estabelecimento de ensino e o seu Governo: há tantas trapalhadas na Independente que, às vezes, ficamos com a sensação de que a universidade é dirigida pelo seu ministro Manuel Pinho.
Mas a razão que me leva a escrever-lhe é a seguinte: apoio a sua intenção de submeter os funcionários públicos a exames de avaliação e ir dispensando os que têm menos habilitações.
Imaginemos um funcionário público que não terminou a licenciatura em Engenharia, por exemplo, esse era logo dos primeiros a ir para a rua.
É só uma dica.
.
Um abraço do
Ricardo
.
*( publicada na revista VISÃO da passada semana)

.
TLIM

quarta-feira, abril 11, 2007

CHEGOU UM CARNICEIRO

Olha-se para o facies deste senhor e, " quem vê caras vê corações", ao contrário do que diz o nosso provérbio.
Monsieur Jean-Pierre Bemba, dono de uma imensa fortuna, fundou o MLC (Movimento de Libertação do Congo) e reuniu um grupo de rebeldes para tentar tomar pela força o que tinha perdido nas urnas.
O país é a República Democrática do Congo e o seu presidente, Joseph Kabila, também não é, exactamente, um modelo de virtudes.
A palavra "Libertação" ganha, neste caso, um significado totalmente obscuro, tal como a designação de "República Democrática".
.
O senhor Bemba e os seus "rebeldes" estão acusados pela ONU das piores carnificinas .
Canibalismo, práticas de canibalismo forçado, violações sistemáticas, torturas inomináveis, raptos, rituais sangrentos, magia negra, sacrifícios de crianças e bebés e por aí adiante.
Relatos dos horrores no site www.nkolo-mboca.com/crimes_jp_bemba_2.html
.
Refugiado na Embaixada da África do Sul, criou uma situação de impasse até a diplomacia Portuguesa lhe estender a mão.
Casado com uma luso-brasileira, filha de um emigrante português e proprietário de uma casa na Quinta do Lago, não tarda em arranjar uma oportuna "doença" que o forçará a recolher-se no nosso país, em busca de tratamento.
Manda realizar obras na citada casa, findas as quais se mete a caminho, acompanhado da mulher, cinco filhos, mais uns guarda-costas e a tripulação do seu Boeing 727 particular.
.
A Embaixada de Portugal concedeu-lhe um visto por 60 dias, declarou o seu assessor, Mawise Musangana.
.
O carniceiro chegou hoje, pela manhã.
.
Para além de todas as trapalhadas em que se envolveu, com a Universidade Independente, parece-me que o nosso Primeiro Ministro tem mais isto para explicar aos Portugueses.
.
TLIM

terça-feira, abril 10, 2007

CHIBAR É O QUE ESTÁ A DAR


Já lá vai o tempo em que um militar capturado pelo inimigo se limitava a dizer o nome e a patente.
Hoje em dia, a morte tornou-se banal e, paralelamente, as manifestações de cobardia, normais.
Desde que exista uma câmara por perto, a filmar.
Nesse caso, o chibar está permitido e até aconselhado.
.
Se mesmo assim correr mal é uma chatice, as autoridades lamentam e no dia seguinte já ninguém se lembra, excepto a família, mas essa também não interessa nada.
Correndo bem, voltam ao país de origem e, novamente, perante as câmaras, dizem exactamente o oposto, com o mesmíssimo sorriso estampado na cara.
Como prémio do seu comportamento, são postos à vontade para venderem as suas histórias ao tabloide que mais se chegar à frente a oferecer a chamada "life-changing sum":
A quantia suficiente para mudar as suas vidas.
A "verdade" que transparecerá nos relatos também é irrelevante, dados os antecedentes da coisa.
Foi, portanto, dada autorização às família dos militares em causa, para "negociarem" com os "media".
E aí ... a reprovação foi geral.
"Vergonhoso", disseram os Ingleses.
Um dia depois, o Ministério da Defesa Britânico já anda às voltas para arranjar maneira de dar o dito por não dito.
Mas, dê lá as voltas que der, o que está dito está dito, todo o mundo testemunhou, exactamente como se, de um tragi-cómico "Big Brother" globalizado, se tratasse.
Assim como assim, amanhã já caíu tudo no bendito esquecimento.
E desta vez, a rapaziada safou-se.
.
Moral da história:
Em tempos de aperto, no chibar é que está o ganho.
.
TLIM

segunda-feira, abril 09, 2007

A PASSARADA

Não sei se já repararam como nos encontramos, actualmente, a viver num ambiente soturno e "Hitchcockiano", rodeados dos mais variados pássaros.
Entre aves de arribação, de rapina, trepadoras, gregárias, parasitas, necrófagas, há pássaros, passarinhos e passarões para todos os gostos.
.
Não deixa de ser sintomático que os corvos sejam o símbolo da nossa capital.
Diz a Wikipedia, que estas aves vivem em bandos. A sua alimentação é omnívora, incluindo pequenos invertebrados.
Podem também ser necrófagas.
Apresentam comportamento complexo e exibem sinais de inteligência, planejamento e comunicação, entre elas.
Na mitologia, os corvos são vistos, geralmente, como portadores de maus presságios.
Exemplares desta espécie, já tivémos, nos últimos anos, um Jorgius Sampaium, um Juanus Suaris, um Santanea Lopis e um Carmonea Rodriguis.
Além duma arara emplumada da sub-espécie Carrilhis, que se fartou de esvoaçar a ver se conseguia lugar para nidificar nos Paços do Concelho.
Não tendo sido bem sucedida, prepara-se para se transformar em ave migratória e abalar para a Unesco, que Deus a acompanhe.
.
Alguns cucos (espécie parasita que põe os ovos nos ninhos de outras aves) também aparecem com frequência em certas instituições ligadas ao Governo.
De igual modo, bastantes maçaricos e alguns papagaios (aves nem sempre afáveis, capazes de repetir uma enorme quantidade de palavras e sons, por vezes desprovidos de sentido) se fazem notar na Assembleia da República.
Nas últimas semanas, alguns abelharucos ligados à Comunicação Social, não se têm calado, a propósito de uns voos cruzados que têm sido efectuados por algumas aves trepadoras e outras de rapina, entre os telhados do Palácio de S. Bento, a Universidade Independente e a Caixa Geral de Depósitos.
No meio de tanto voo para lá e para cá, parece que o que voou definitivamente, foram uns papeis importantes que, agora, não há maneira de aparecerem.
O que é um grande aborrecimento e anda a tirar o sono a um melro que tinha até conseguido subir uns metros acima do poleiro, graças a uns empurrõezinhos amigos de umas rapaces devedoras de uns favores. E que, coitadas delas, podem estar em risco de se verem engaioladas, se não aparecer, ràpidamente, um falcão competente que as safe.
.
E nisto andamos, aguardando com ansiedade os próximos crocitos dos passarões que por aí esvoaçam com alguma arrogância, enquanto nos vamos desviando e agachando, na intenção de evitarmos levar na cabeça com mais alguma "Hitchcockiana" cagadela.
.
TLIM

quarta-feira, abril 04, 2007

PÁSCOA FELIZ

Porque a partir de amanhã vou pregar para outra freguesia e só volto no Domingo...
.
Desejo a quem passar por aqui, uma Páscoa Feliz!
.
TLIM

segunda-feira, abril 02, 2007

O PROFISSIONALISMO EMPRESARIAL NA CHINA

Esta semana, foi desmantelada uma original "estrutura empresarial", na cidade de Tianjin, a sul de Pequim, cujo objectivo era simplesmente... roubar carros.
Estrutura essa, organizada por departamentos e liderada por um director-geral.
Contava, ainda, com um subdirector administrativo que supervisionava os três diferentes departamentos da empresa:
1 - O departamento de treino.
2 - O departamento de roubos de carros da marca "Santana", dedicado aos carros de turismo de 3 volumes.
3 - O departamento de assaltos aos "Xiali" - pequenos utilitários urbanos.
.
O grupo exigia que os novos recrutas passassem por vários meses de formação ministrada pelos membros mais antigos e experientes do gang, segundo refere o jornal Quilu Evening News.
.
Após esta fase e dependendo da habilidade demonstrada, o novo membro era encaminhado para o departamento "Santana"( carros de média e alta cilindrada) ou para o departamento "Xiali" ( carros mais baratos).
.
E agora vem o pormenor mais original:
À quadrilha, era garantida assistência médica com a cobertura de todas as despesas durante o período de baixa médica, no caso de algum dos seus membros sofrer um acidente de trabalho.
.

Como competir, realmente, com um país cuja organização abrange até os gatunos?
Os nossos ladrões, pobres deles, não passam de uma escória de pilha-galinhas.
Até para roubar é preciso ter classe e estar bem integrado.
.
No nosso caso, a única forma de o conseguir não será exactamente no ramo automóvel mas antes integrando um qualquer governo, no ramo do saque aos contribuintes.
.
TLIM

domingo, abril 01, 2007

O MALFADADO CÓDIGO GENÉTICO

No seguimento desta nova vaga de licenciaturas e diplomas arranjados às três pancadas por pessoas que deveriam ser dignas de todo o crédito ( e a cujos nomes eu nem vou aludir), saíu, no semanário SOL mais uma notícia a descredibilizar outra instituição particular de ensino:
O Externato ALFA.
Desde 2002, ano em que a coordenadora da escola se demitiu, tem estado a decorrer uma investigação sobre variadas fraudes, entre as quais, alteração de notas e falsificação de assinaturas.
Dezenas de alunos dos anos lectivos de 1999/2000, 2000/2001 e 2001/2002, concluíram o 12º ano, "a martelo".
Várias notas foram inflacionadas para 20 valores, permitindo aos "beneficiados", uma entrada no curso de Medicina.
Esta coordenadora ( e professora de Filosofia e Psicologia), atribuía, também, a troco de elevadas quantias em dinheiro, classificações a certas disciplinas, sem que os alunos tivessem assistido sequer às aulas ou realizado qualquer exame.
.
Temos, portanto, a circular por aí, vários senhores doutores com cursos arranjados à custa de expedientes e carteiras recheadas.
Mas escusam de se indignar os que acham que os ricos têm o monopólio das trafulhices.
A coisa não vai bem por aí.
.
O portuga, seja ele pobre, remediado ou rico, transporta em si um malfadado código genético que o empurra, irresistìvelmente, na direcção da aldrabice e do "chico-espertismo".
E cujos efeitos aparecem tanto nas viagens-fantasma dos deputados, como no rôlo de papel higiénico que se subtrai num WC público.
Na receita falsa aviada na farmácia, como na baixa fraudulenta conseguida através do simpático médico de família.
Nos que recebem subsídio de desemprego enquanto andam a fazer biscates, como nos donos dos restaurantes que não passam recibo.
No mecânico que cobra pelas peças que não meteu no meu carro, como nos gestores que declaram falsas falências.
Nos que vendem roupa e CDs de contrafacção, como nos que adquirem uma carta de condução falsificada.
No advogado que escapa aos impostos, como no material de escritório que se leva para casa.
No aluno que copia nos testes, como no professor que arranja pretextos para faltar às aulas.
No GNR que aceita um suborno, como no nosso vizinho que não se preocupa em pagar o condomínio.
No pacato cidadão que manda "arranjar" a box para ver programas da TV Cabo à borla, como na simpática dona de casa que passa um cheque sem provisão.
No dentista que exerce sem estar devidamente habilitado, como no vigarista que convence a velhinha a entregar-lhe as parcas economias.
.
Há muita gente honesta, a par destes maus exemplos?
Olá, se há!
.
Os outros é que são todos uns gandas malandros.
Que quanto a mim, ao meu Honório e aos meus ricos meninos, ai de quem venha botar defeito!!!
.
TLIM